Vídeo raro expõe condição médica que Adolf Hitler mantinha em segredo
460
Compartilhamentos

Vídeo raro expõe condição médica que Adolf Hitler mantinha em segredo

Último Vídeo

Quando vemos fotografias ou vídeos de Adolf Hitler, sempre nos deparamos com uma figura — além de odiosa — autoritária, com postura rígida e controlada. Afinal, tudo isso fazia parte da propaganda nazista, que “vendia” a imagem de invencibilidade e superioridade do líder. Contudo, um filme raro capturado um pouco antes da queda do Terceiro Reich revela uma condição médica que o Führer tentava esconder de todos e a todo custo.

Fonte da imagem: Reprodução/Wikipédia

Divulgado pelo Smithsonian.com, o material foi encontrado na década de 70 e mostra uma das últimas aparições de Hitler ainda vivo no exterior de seu bunker, um enorme abrigo de concreto construído sob a Chancelaria do Reich, localizada em Berlin. O objetivo da sequência era mostrar o Führer ainda no comando, condecorando jovens defensores do seu império, enquanto suas tropas começavam a cair pela Europa.

Propaganda

No entanto, em uma das cenas — que deveria ter sido cortada e destruída — é possível ver que Hitler já não conseguia mais controlar os tremores em uma das mãos. Segundo o Smithsonian, Theodor Morell, o homem calvo e de óculos que pode ser visto acompanhando Hitler de perto, foi seu médico pessoal durante muitos anos. Entretanto, apesar de toda a confiança que o Führer depositava nele, Morell falhou em diagnosticar a condição a tempo.

Segundo Richard Evans, professor da Universidade de Cambridge, Adolf Hitler começou a mostrar os sintomas do Mal de Parkinson durante a guerra. Morell percebeu os primeiros tremores no Führer em 1941 — primeiro na mão esquerda —, atribuindo o problema ao stress. O problema desapareceu temporariamente depois da detonação de uma bomba em julho de 1944, durante um atentado contra a vida de Hitler.

Fonte da imagem: Reprodução/Wikipédia

Contudo, algum tempo após o incidente os tremores voltaram, só que desta vez na mão direita. O diagnóstico de Parkinson só foi confirmado ao final da guerra, e, além dos tremores nas mãos, Hitler também começou a arrastar os pés e a adotar um tom de voz mais monótono ao falar, bem diferente da forma eloquente e inflamada com a qual costumava discursar no passado.

Fonte da imagem: Reprodução/Wikipédia

Aliás, como você pode ver no vídeo — por volta do minuto 2 —, é interessante observar a transformação de Hitler conforme a doença foi avançando. Em apenas quatro anos, é possível perceber que o Führer se torna menos ágil e deixa de manter a postura ereta, mostrando-se relativamente mais lento e com um porte mais encurvado. O problema debilitante de saúde parece refletir o colapso do já deteriorado Reich de Hitler.

O Mal de Parkinson é uma condição que pode afetar processos mentais, assim como o controle muscular e a postura. Contudo, testemunhas afirmam que a mente de Hitler se manteve lúcida até o final e, apesar de doente, o velho Führer às vezes “retornava” quando ele tinha seus famosos e assustadores acessos de ira.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.