É verdade que os artistas morrem em grupos de três?
1.015
Compartilhamentos

É verdade que os artistas morrem em grupos de três?

Último Vídeo

É quase certo que se você tiver mais de 15 anos vai se lembrar daquela música do Padre Marcelo Rossi que era mais ou menos assim: “Os animaizinhos subiram de dois em dois, os animaizinhos subiram de dois em dois”. E você sabe que existe uma teoria mórbida envolvendo celebridades?

Mas o que isso tem a ver com a música citada? Simples, basta mudar algumas palavra para ter a seguinte estrofe: “Os artistazinhos subiram de três em três, os artistazinhos subiram de três em três”. O Mega Curioso pirou? Não, caro leitor, isso é apenas para descontrair antes de entrar em um assunto pra lá de sinistro.

Assim que uma personalidade mundial morre logo na sequência de outra pessoa famosa, os urubus de plantão na internet ficam na espreita de que mais uma morte aconteça. Tudo porque algumas pessoas acreditam que as celebridades morrem “aos trios”.

Ed McMahon, Farrah Fawcett e Michael Jackson faleceram entre 23 e 25 de junho de 2009

E exemplos dessa teoria absurda não faltam: James Brown, Gerald Ford e Saddam Hussein faleceram com um intervalo de cinco dias, em dezembro de 2006. Ed McMahon, Farrah Fawcett e Michael Jackson bateram as botas com apenas dois dias de diferença em junho de 2009. Já Ray Manzarek, Jean Stapleton e James Gandolfini foram praticamente juntos para o lado de lá, em junho de 2013.

Mas não para por aí: Johnny Cash, Warren Zevon e John Ritter faleceram com cinco dias de diferença em setembro de 2003. E até mesmo no Brasil temos exemplos sinistros. Como esquecer o mês de julho do ano passado, quando os escritores João Ubaldo Ribeiro, Rubem Alves e Ariano Suassuna, três ilustres membros da Academia Brasileira de Letras, faleceram na mesma semana?

Os escritores João Ubaldo Ribeiro, Rubem Alves e Ariano Suassuna faleceram entre 18 e 23 de julho de 2014

Trincas que não se completaram

Algumas trincas, felizmente, não se concretizaram. Quando a Princesa Diana e a freira Madre Teresa de Calcutá faleceram com cinco dias de diferença, entre agosto e setembro de 1997, algumas pessoas esperaram que mais alguém morresse.

O mesmo aconteceu no ano passado, quando os atores Robin Williams e Lauren Baccall partiram desta para a melhor no intervalo de apenas um dia! E o que dizer dos gênios do cinema Ingmar Bergman e Michelangelo Antonioni que faleceram no mesmo dia, em julho de 2007? O primeiro com 89 e o segundo com 94 anos. Na época, os cinéfilos temeram pelas vidas de outros grandes diretores, como Manoel de Oliveira e Jean-Luc Gordard.

Lendas do cinema, os diretores Ingmar Bergman e Michelangelo Antonioni faleceram em 30 de julho de 2007

Felizmente, não há nada que comprove essa teoria absurda das mortes em “trincas”. Mas, mesmo assim, não deixa de ser uma curiosidade pra lá de assustadora, não é mesmo?

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.