(Fonte da imagem: Thinkstock)

Vários estudos já haviam revelado que consumir pizza — aquela delícia da culinária italiana repleta de calorias — pode diminuir o risco de desenvolver problemas cardíacos e até câncer, graças à presença de uma substância chamada licopeno, o pigmento que faz com que os tomates tenham a sua cor vermelha.

Um grupo de cientistas da Universidade de Long Island, Nova York, descobriu que mais um ingrediente dessa receita mágica, o orégano, pode ser uma importante arma no combate ao câncer de próstata.

De acordo com o uma notícia publicada pela universidade, os pesquisadores realizaram alguns experimentos em laboratório com a substância carvacrol — presente no orégano —, aplicando o composto em células cancerígenas da próstata. Eles observaram que as células foram eliminadas rapidamente, e que depois de quatro dias quase todas haviam desaparecido.

Tempero milagroso

Embora os estudos ainda estejam em uma fase muito preliminar de testes, os pesquisadores acreditam que o carvacrol induz à autodestruição das células de câncer na próstata, podendo ser empregado na fabricação de medicamentos para o tratamento dessa doença.

E o melhor de tudo: o orégano é facilmente encontrado, além de estar presente em vários outros pratos. Infelizmente, os cientistas acreditam que a substância presente no orégano pode ser digerida antes de chegar a se tornar ativa no nosso organismo. Portanto, ainda é cedo para que os homens do mundo comecem a devorar pizzas feito loucos.