(Fonte da imagem: Thinkstock)

De acordo com o site gizmag, um estudo realizado por pesquisadores da Universidade Rockefeller, nos EUA, apontou que uma combinação específica de anticorpos superpotentes pode, um dia, ser utilizada para neutralizar o vírus HIV em humanos.

Os pesquisadores conseguiram que o sistema imunológico de ratinhos de laboratório evitasse que o vírus HIV-1 se replicasse e propagasse durante 60 dias através da ação de cinco anticorpos específicos obtidos de humanos.

Combinação específica

Segundo os cientistas, o HIV-1 é bem difícil de controlar, já que esse vírus passa por mutações constantes para se esquivar da ação do sistema imunológico. A combinação dos cinco anticorpos — identificados e obtidos a partir do organismo de pessoas infectadas e que, por alguma razão, conseguem neutralizar o HIV — foi capaz de evitar que o vírus passasse por mutações e infectasse outras células.

Mais pesquisas e testes clínicos ainda precisam ser realizados para comprovar a eficácia dessa nova terapia em humanos, mas, se for comprovado que o tratamento realmente funciona, isso significa que o coquetel de medicamentos que os doentes precisam tomar todos os dias — e que muitas vezes provoca uma série de efeitos colaterais — poderá ser substituído.