Médicos preferem não experimentar tratamentos aplicados em pacientes

Médicos preferem não experimentar tratamentos aplicados em pacientes

Último Vídeo

(Fonte da imagem: ThinkStock)

Parece comum a ideia de que médicos acabam sempre desobedecendo os conselhos que passam à população geral. Mas, de acordo com uma pesquisa divulgada pelo site Radiolab, esse tipo de comportamento vai bem além do que imaginávamos.

Para chegar a essa conclusão, um estudo de 10 anos foi realizado com a classe médica dos Estados Unidos pelo Dr. Joseph Gallo, médico e professor da Universidade Johns Hopkins. Na pesquisa, os voluntários respondiam a uma pergunta hipotética e bastante simples: “se você tivesse sofrido um dano irreversível no cérebro, mas não apresentasse qualquer doença terminal, quais procedimentos você usaria para salvar a sua vida?”

Analgésico seria o único tratamento amplamente aceito pelos médicos dos EUA (Fonte da imagem: Reprodução/Radiohead)

O resultado pode ser conferido no gráfico acima. A barra preta, que se destaca em relação às demais, significa que o médico não gostaria que determinado procedimento fosse aplicado a ele. Entre os tratamentos descartados pelos doutores norte-americanos estão a reanimação cardiorrespiratória, quimioterapia, cirurgia, tubos de alimentação, exames invasivos, antibióticos, hidratação intravenosa e até ventilação mecânica.

Segundo a pesquisa, apenas um procedimento seria amplamente aceito pelos médicos: tomar analgésicos. Pelo visto, até que o seriado Dr. House tem sua dose de verdade, já que o protagonista não dispensa esse tipo de medicamento.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.