Novo método de diagnóstico detecta o câncer através da respiração
Seja o primeiro a compartilhar

Novo método de diagnóstico detecta o câncer através da respiração

Último Vídeo

De acordo com o site ISRAEL21c, um dispositivo capaz de diagnosticar o câncer de pulmão através da respiração deve começar a ser comercializado em breve. Desenvolvido por pesquisadores israelenses, o sistema revolucionário apresenta uma eficácia de 95% e será disponibilizado no mercado através de uma parceria entre o Instituto de Tecnologia Technion-Israel e a fabricante norte-americana Alpha Szenszor Inc.

Batizado de “Na-Nose” (de Nano-Nariz), o dispositivo analisa mais de mil componentes presentes na respiração, identificando quais deles podem apontar a existência de algum problema. O paciente respira em um tubo, e o equipamento conecta os gases a nanomateriais específicos, em uma técnica conhecida como VOC ou detecção volátil de compostos orgânicos.

Diagnóstico precoce

Até o momento, para detectar o câncer de pulmão, os médicos precisavam solicitar a realização de exames caros, como os diagnósticos por imagem — ou tomografias computadorizadas — e procedimentos mais invasivos, como as biopsias. Entretanto, isso só ocorria depois de o paciente reclamar de alguns sintomas, o que normalmente já é tarde demais para tratar a doença.

Dos pacientes diagnosticados com casos de câncer de pulmão particularmente sérios, 85% têm uma sobrevida de no máximo cinco anos. Entretanto, o Na-Nose permite o diagnóstico precoce da doença, dando mais oportunidades de tratamento — e sobrevivência — aos doentes. Em desenvolvimento desde 2007, inúmeros testes clínicos já foram realizados em todo o mundo, e os pesquisadores acreditam que o dispositivo pode mudar a realidade atual do diagnóstico.

Futuro promissor

As primeiras unidades do Na-Nose provavelmente serão comercializadas apenas para grandes clínicas especializadas e hospitais, por um valor aproximado de US$ 10 mil cada (cerca de R$ 20 mil). E apesar de ser muito mais barato do que os equipamentos de diagnóstico por imagem, os desenvolvedores esperam que, no futuro, o dispositivo possa ser distribuído em uma escala muito maior, por um custo de apenas US$ 10 (cerca de R$ 20) a unidade.

Além disso, a equipe está testando o sistema para diagnosticar outros tipos de doenças — como o Parkinson e a esclerose múltipla — e cânceres (como o gástrico, o de próstata e o de mama) e, até o momento, os resultados apresentaram um índice de precisão semelhante ao do diagnóstico do câncer de pulmão.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.