4 fatos macabros sobre a Floresta do Suicídio no Japão

4 fatos macabros sobre a Floresta do Suicídio no Japão

Último Vídeo

O Japão possui muitos pontos turísticos fantásticos, como o Monte Fuji, cuja vista é de tirar o fôlego. Contudo, perto desta montanha linda encontra-se uma área que parece pacífica, mas esconde um segredo tenebroso. A Floresta de Aokigahara é considerada um dos locais mais misteriosos do planeta e serve de palco todos os anos para vários suicídios no país.

Separamos quatro fatos sobre este local que podem ser considerados perturbadores, e você pode conferi-los abaixo:

1. Itens pessoais em todos os cantos

(Fonte: Pinterest/Reprodução)
(Fonte: Pinterest/Reprodução)

Uma das descobertas mais angustiantes encontradas na Floresta do Suicídio, como é popularmente chamada, são itens pessoais espalhados por todo o local. 

Celulares, notebooks e até peças de roupa podem ser achados ali, às vezes em pequenas pilhas, como se seus donos tivessem parado se despedirem do mundo e de seus apegos materiais.

E mesmo com o método predileto por aqueles que tiram suas vidas ali sendo o enforcamento, alguns optam por meios menos dolorosos, como uma overdose, deixando garrafas de água e embalagens de medicamentos vazias para trás.

O mais assustador de tudo isso é pensar que cada um desses objetos já pertenceu a uma pessoa viva, que estava desesperada o bastante para acabar com tudo, provavelmente perto do local onde os artigos são encontrados.

2. Os fantasmas encorajam os suicídios

(Fonte: Pinterest/Reprodução)
(Fonte: Pinterest/Reprodução)

Em uma floresta tão marcada pela morte, não é inesperado que histórias de assombrações passem a circular. Algumas dessas lendas sugerem que os fantasmas encorajam os indivíduos que adentram ali a tirar suas próprias vidas.

Segundo o folclore japonês, quando alguém falece de modo repentino ou violento, se torna um Yurei, um espírito capaz de transferir sua raiva e ressentimento para todos que cruzarem o seu caminho.

Muitos visitantes de Aokigahara relataram sentir ondas de ansiedade, medo ou pânico sem motivo, e eles estavam só de passagem pela área. Imagine como deve ser para alguém que vai até lá determinado a cometer suicídio…

3. Cerca de 100 corpos são encontrados por ano

(Fonte: Pinterest/Reprodução)
(Fonte: Pinterest/Reprodução)

Aparentemente, quase 100 cadáveres são removidos anualmente deste local macabro. Muitos ficam ali por vários anos, até serem encontrados por grupos especiais que se aventuram na floresta apenas para isso e notificam a polícia caso encontrem um falecido.

Quando isto ocorre, um membro da equipe, geralmente o mais velho, permanece ali para garantir que o lugar não seja perturbado. No caso de encontrarem alguém vivo que esteja considerando o suicídio, eles escoltam esta pessoa até casas seguras perto da floresta, para que o indivíduo seja encorajado a aceitar a ajuda que precisa.

4. Acampar na Floresta do Suicídio durante a noite é um ato desencorajado

(Fonte: Pinterest/Reprodução)
(Fonte: Pinterest/Reprodução)

Quem gosta de turismo macabro e decidir acampar nesta floresta vai ser fortemente desencorajado a isso. Mesmo um passeio diurno deve ser feito com todo cuidado e apenas nas trilhas oficiais.

Explorar Aokigahara por curiosidade é considerado um desrespeito para muitos japoneses, e se afastar dos caminhos seguros pode resultar em pessoas perdidas e desorientadas. Além disso, as temperaturas tendem a cair muito durante à noite, o que torna a ideia de acampar um tanto quanto problemática.

Mas talvez, o motivo oculto para esta proibição seja a crença de que a área é tomada por uma energia maligna, que compele as pessoas a tirarem suas vidas

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.