Seja o primeiro a compartilhar

Conheça 3 vigaristas famosos que enganaram muita gente

As histórias de vigaristas habilidosos são sempre curiosas. Com mentiras persuasivas e esquemas fraudulentos, essas pessoas podem trilhar um longo caminho até que sejam descobertas. 

Confira três das melhores e mais chocantes histórias de vigaristas:

1. Victor Lustig, o homem que “vendeu” a Torre Eiffel 

Fonte: Wikimedia Commons
Fonte: Wikimedia Commons/Reprodução

De aparência gentil, Victor Lustig conseguiu enganar grandes figurões de sua época. Nascido em 1890, ele deu um dos seus golpes mais famosos quando foi para Paris, em 1925. 

Fingindo se passar por um oficial do governo francês, o vigarista enviou cartas para vários chefes da indústria da sucata. Ele, então, inventou que a França estava procurando licitações para a compra da torre Eiffel e que a venderiam pelo lance mais alto. 

A “carreira” de Lustig acabou quando ele foi preso nos EUA, em 1935. Ele ficou vinte anos encarcerado em Alcatraz, onde morreu em 1947 devido a uma pneumonia.  

2. Elizabeth Holmes, a empresária que falsificou uma descoberta revolucionária 

Fonte: Reprodução / NBC
Fonte: NBC/Reprodução

Este caso atual chocou o Vale do Silício. Elizabeth Holmes, a CEO da companhia Theranos, teve uma ascensão meteórica ao convencer investidores de que conseguia produzir testes portáteis capazes de fazer mais de 200 exames médicos com poucas gotas de sangue. 

Mas ex-funcionários denunciaram que a empresa fazia a maior parte dos exames com equipamentos convencionais e que a quantidade de sangue necessária era maior que ela afirmava. 

A Theranos foi fechada em 2018, enquanto Holmes lida até hoje com batalhas judiciais. Sua história virou o documentário The Inventor: Out for Blood in Silicon Valley, da HBO.  

3. Bernie Madoff, um dos maiores fraudadores da História

Fonte: David Karp / Associated Press
Fonte: David Karp – Associated Press/Reprodução

O financista e ex-investidor Bernie Madoff tinha anos de reputação impecável, o que tornou mais fácil que as pessoas confiassem seu dinheiro a ele. 

Mas o escândalo surgiu quando foi descoberto que ele tirava dinheiro dos novos investidores para pagar retornos altos aos seus antigos, o que é chamado de esquema Ponzi

A fraude causou enormes danos aos seus clientes, muitos dos quais perderam todas as suas economias no golpe. Preso em 2008, Madoff se tornou tão odiado que vestiu um colete à prova de balas em seu julgamento. 

Em 2020, ele alegou estar sofrendo de uma doença terminal e pediu que fosse libertado, mas seu pedido foi negado. 

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.