Site mostra mortes e tragédias que ocorreram em quartos de hotéis

Último Vídeo

Um grupo de investigadores e entusiastas das “estranhezas” do mundo criou, através de relatos e lendas compartilhadas por várias pessoas, o site RoomSpook, que conta histórias por trás de vários quartos e apartamentos dos Estados Unidos envolvendo crimes bárbaros, atividades sobrenaturais relatadas e até mesmo infestação de insetos.

O RoomSpook foi desenvolvido em 2020, de forma a ajudar pessoas a dormirem em locais relativamente tranquilos e que não foram assombrados por fatos trágicos. 

(Fonte: RoomSpook/Reprodução)
(Fonte: RoomSpook/Reprodução)

Segundo a equipe da companhia, são acompanhados relatos envolvendo suicídios, assassinatos, acidentes, mortes por causas naturais, doenças transmissíveis (incluindo covid-19), estupros, assaltos, vítimas de tiros policiais e insetos de cama, que ficam registrados nas páginas de apartamentos espalhados por Nova York, Las Vegas e Los Angeles para consulta prévia.

O site reúne evidências não somente de relatos pessoais, mas de notícias de jornais, investigações de autoridades e muitos outros veículos de imprensa que realizam a cobertura sobre incidentes em hotéis, motéis e pousadas. Dessa forma, o RoomSpook já conseguiu coletar milhares de informações relevantes desde o primeiro caso reportado, quando uma mulher caiu inesperadamente de um elevador no Waldorf Hotel, em 1893.

Para os interessados em aventuras duvidosas e em sentir o clima macabro de alguns apartamentos, o RoomSpook também traz um sistema premium para usuários, no qual é possível filtrar as hospedagens por eventos, e emitir um relatório completo sobre o incidente para uma melhor avaliação pessoal. Parte do dinheiro obtido com o serviço é doado para a Associação Internacional de Prevenção ao Suicídio.

Sim, o Hotel Cecil do misterioso caso de Elisa Lam também aparece!

Como não poderia faltar, o Hotel Cecil, na 206 West 118th Street em Nova York, faz parte do vasto catálogo do site, e os clientes podem fazer uma consulta para ver todos os principais escândalos que aconteceram no local, incluindo o misterioso — e ainda sem resposta — desaparecimento da estudante Elisa Lam, na primeira metade de fevereiro de 2013.

Desde 1924, o Hotel Cecil vem sendo palco para inúmeros eventos bizarros envolvendo suicídios e crimes terríveis, tendo abrigado serial killers como Richard Ramirez e Jack Unterweger. Só por esse nível, já é possível entender o que espera os clientes que visitam o RoomSpook, sendo levados a conhecer um mundo obscuro de situações que certamente prometem apavorar mesmo os mais corajosos.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.