6 crenças populares que não fazemos ideia se funcionam

Não é nada de extraordinário na vida de uma pessoa ouvir da avó que tomar banho depois de almoçar faz mal à saúde ou que, por exemplo, passar debaixo de uma escada é um claro sinal de azar. Afinal, essas são algumas das histórias que fazem parte da crença popular brasileira e são difundidas por gerações.

Mas será que nós sabemos quais são os reais motivos para algumas delas existirem? Pensando nisso, separamos para você uma lista com seis superstições tradicionais que você já deve ter ouvido falar por aí e vamos abordar se elas realmente funcionam ou não. Preste atenção!

1. Chá de arruda para asma

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

Não se deixe enganar. Apesar da história de "tomar um chá" para cuidar dos problemas de saúde parecer uma enorme balela, existem diversas exceções. Se você já ouviu falar que tomar chá de arruda te ajudaria a superar uma crise asmática, saiba que essa informação tem um grande fundo de verdade.

O motivo disso é porque o arruda é uma planta medicinal com propriedades analgésicas, cicatrizantes, anti-inflamatórias, calmantes, antirreumáticas, vermífugas, antioxidantes, fungicidas, antimicrobianas e contraceptivas. Portanto, seu chá serve não só para lidar com a asma, mas também com vários outros problemas de saúde.

2. Simpatia de cebola

(Fonte: Pixabay)(Fonte: Pixabay)

Uma crendice popular comum é a simpatia da cebola cortada para quem está tentando potencializar as energias boas e ir atrás de mais amor, sorte ou dinheiro na vida. Em alguns, casos ela é até mesmo utilizada para quem está tentando fazer uma verruga cair — e nesse caso pode ser realmente bastante útil.

Para isso, basta espremer um pouco de suco de limão na verruga e depois cobri-la com cebola picada por 30 minutos. Faça esse processo uma vez por dia durante dois ou três dias da semana e você verá uma evolução do quadro.

3. Anel quente para terçol

(Fonte: Pixabay)(Fonte: Pixabay)

O terçol, que nada mais é do que uma inflamação nas pálpebras, é um verdadeiro incômodo para os olhos. Por isso, muitas pessoas recomendam esquentar um anel e colocar na região para tratar o problema. O problema é que, além de ser um mito, esse procedimento pode causar algum tipo de lesão mais grave.

De fato, o terçol melhora por meio de compressas mornas no local da inflamação. Porém, não é recomendado fazer o uso de metal quente como no caso do anel, visto que pode gerar queimaduras e não é um método seguro.

4. Colher gelada para chupão

(Fonte: Pixabay)(Fonte: Pixabay)

Poucas coisas são mais constrangedoras do que aparecer com uma enorme marca de chupão no pescoço após uma noitada de agarra-agarra. Por isso, muitas pessoas optam por tentar diminuir a enorme marca rocha com uma colher gelada. Mas qual a procedência dessa técnica?

Em geral, compressas frias são ótimas para reduzir o inchaço e não deixar o chupão tão evidente — isso inclui sacos de gelo ou a famosa colher gelada. Mesmo assim, dificilmente a marca desaparecerá por completo tão fácil assim.

5. Prender a respiração no soluço

(Fonte: Pixabay)(Fonte: Pixabay)

Uma das maiores crenças populares brasileiras é de que prender a respiração é excelente para fazer um soluço parar. Então, é verdade? De certa forma, sim. Como o soluço é uma contração involuntária do diafragma, que atua no controle da respiração, certas ações podem normalizar esses espasmos.

Apesar do soluço parar por conta própria em um curto prazo, prender a respiração ou respirar profundamente pode aumentar o volume de ar no pulmão e estabilizar a movimentação do diafragma.

6. Lavar o cabelo durante a menstruação

(Fonte: Pixabay)(Fonte: Pixabay)

Muitas mulheres já ouviram em suas vidas que lavar o cabelo menstruada faz mal à saúde. Porém, essa é uma crença popular que não possui absolutamente nenhum fundamento científico e é completamente anti-higiênica. Ao contrário do que muitos acreditam, esse deveria ser um período de ainda mais cuidado com a limpeza pessoal.

Durante a menstruação, as mulheres devem ficar atentas para a higienização do corpo e a troca de absorventes, não precisando interromper qualquer prática cotidiana desde que tudo seja feito controladamente.  

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.