Seja o primeiro a compartilhar

Conop 8888: o plano dos EUA contra um apocalipse zumbi

No possível cenário de um apocalipse zumbi, o Comando Estratégico dos Estados Unidos (USSTRATCOM) desenvolveu o Conop 8888, um intrigante plano que detalha como as forças armadas americanas responderiam a uma invasão de zumbis.

Apesar de sua natureza fictícia, o documento oferece visões fascinantes sobre as considerações jurídicas, políticas e práticas envolvidas em uma guerra contra os "mortos-vivos".

Abordagem jurídica e operacional

(Fonte: Getty Images)(Fonte: Getty Images)

Lançado em abril de 2011, o plano oferece uma visão única das implicações jurídicas e operacionais envolvidas na defesa contra zumbis. O documento destaca que as operações militares seriam regulamentadas pelo direito nacional e internacional apenas no que diz respeito à vida humana e animal.

Isso daria ao governo ampla flexibilidade para conduzir ações hostis contra zumbis. O documento também aborda como as forças militares lidariam com diferentes tipos de “mortos-vivos”, desde os patogênicos até os resultantes de experimentos.

Além disso, o plano descreve fases estratégicas, desde a instrução do público sobre a natureza dos zumbis até a reconstrução da autoridade governamental após a eliminação das ameaças. Surpreendentemente, o Conop 8888 também prevê ações coordenadas globalmente, destacando a preocupação com a proteção de aliados estrangeiros.

Dissuasão e ataque anti-zumbi

(Fonte: Getty Images)(Fonte: Getty Images)

Uma das fases cruciais do plano é a dissuasão, mesmo reconhecendo que os próprios zumbis não podem ser dissuadidos. No entanto, essa fase busca restaurar a confiança na capacidade do governo em combater a ameaça zumbi por meio de operações abrangentes.

O documento destaca a importância de instruir militares e o público sobre a natureza das criaturas, seguido por varreduras em áreas infectadas, eliminação de zumbis e queima de corpos para evitar infecções. Além disso, o Conop 8888 revela uma estratégia multifásica que aborda a complexidade de enfrentar esses seres, incluindo considerações específicas para diferentes tipos de ameaças, como os zumbis armados e os zumbis vegetarianos.

Trecho do Conop 8888. (Fonte: Wikimedia Commons)Trecho do Conop 8888. (Fonte: Wikimedia Commons)

Diante do caráter peculiar do Conop 8888, surge a pergunta: por que o Pentágono se deu ao trabalho de criar um plano tão extraordinário? Segundo o USSTRATCOM, o documento serve como uma ferramenta de treinamento interna, proporcionando uma experiência valiosa no desenvolvimento de planos militares em um cenário fictício. A escolha de um apocalipse zumbi, embora peculiar, permite treinar o pessoal sem os riscos políticos associados ao uso de cenários reais.

O Conop 8888 é, sem dúvida, uma abordagem única e criativa para o treinamento militar. Esse plano extravagante não reflete uma séria expectativa de um apocalipse zumbi, mas sim uma ferramenta eficaz para treinar as forças armadas em situações extremas. À medida que exploramos os detalhes desse plano surpreendente, podemos apreciar a criatividade por trás dele e reconhecer a importância do treinamento militar em cenários fictícios para garantir a prontidão das forças frente às ameaças reais.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.