Escultura em Londres mostra gaivota vomitando plástico
529
Compartilhamentos

Escultura em Londres mostra gaivota vomitando plástico

Último Vídeo

O escultor Jason de Caires Taylor acaba de inaugurar uma escultura em Londres com o título “Plasticide”, que significa “plasticidade”, em inglês. A cena parece comum à primeira vista: pai, mãe, filho e filha durante um piquenique na praia, rodeados de aves. Uma delas, entretanto, aparece vomitando uma enorme quantidade de plástico.

A obra ficará exposta durante um curto período de tempo, mas foi instalada em um lugar com um fluxo intenso de turistas e moradores. Ela está em frente ao Royal National Theatre, no complexo comercial South Bank, ao lado do rio Tâmisa. “Plasticide” foi inaugurada no final de março e deverá ficar exposta até o próximo domingo (9).

As figuras retratadas possuem tamanho natural e são feita do mesmo material com pH neutro que Taylor usa para suas obras – ele cria inúmeras imagens para museus subaquáticos, que provavelmente serão o destino de “Plasticide”, já que isso pode torná-la “casa” de corais e recifes, sem poluir os oceanos. 

Gaivota aparece vomitando uma enorme quantidade de plástico

Plástico nos mares

Jason de Caires Taylor criou a obra em parceria com o Greenpeace como uma forma de criticar a poluição dos oceanos. A vida marinha e de outros animais que se beneficiam dos mares, como as gaivotas, está amplamente ameaçada por conta de inúmeros pedaços de plástico que demoram milhares de anos para se decompor na natureza.

Estudos mostram que cerca de 90% das aves marinhas possui algum tipo de partícula plástica em seu estômago – um dado alarmante para toda a fauna mundial. “O problema destacado nesta escultura teria parecido surreal há cinquenta anos, mas agora é uma realidade sombria. Todo plástico é feito em terra e é aqui que precisamos ver ações para reduzir o seu fluxo para os nossos oceanos”, alerta a ativista Louise Edge.

Acredita-se que anualmente são despejadas mais de oito toneladas de plástico nos oceanos de todo o planeta. “Isso é o equivalente a encontrar cinco sacolas cheias de plástico a cada 30 cm de litoral nos 192 países que examinamos”, explica Jenna Jambeck, professora de engenharia ambiental da Universidade da Geórgia.

Poluição dos rios e mares atinge níveis assustadores

Brasil está no ranking de maiores poluidores

Segunda Jenna, os maiores contribuintes para o descarte de plástico nos oceanos são os países asiáticos, principalmente a China. Ela ressalta que outros países como Brasil, Egito e Estados Unidos também são grandes vilões nesse descaso ambiental.

Esse despejo, entretanto, nem sempre é intencional. Russell McLendon, editor do site Mother Nature Network, analisou um estudo de 2015 que mostra que populações costeiras costumam ter mais consciência do descarte correto do plástico, mas quem mora mais longe do mar acaba jogando o lixo em qualquer lugar sem se dar conta de que ele pode, eventualmente, chegar a um rio e ser carregado ao oceano.

Cena aparentemente corriqueira revela catástrofe ambiental

***

Você sabia que o Mega Curioso também está no Instagram? Clique aqui para nos seguir e ficar por dentro de curiosidades exclusivas!

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.