(Fonte da imagem: Thinkstock)

Se você considera que dormir é pura perda de tempo, um novo estudo conduzido por pesquisadores do Instituto Weizmann de Israel aponta que você pode usar o período em que passa inconsciente para aprender coisas novas.

Segundo o site Nature, os cientistas utilizaram um método bastante simples de aprendizagem chamado condicionamento clássico — ou condicionamento de Pavlov — para ensinar 55 indivíduos a associar dois estímulos (aromas e sons) enquanto dormiam.

Estímulo-resposta

Os pesquisadores escolheram trabalhar com sons e odores — agradáveis e desagradáveis — porque não precisamos estar acordados para processá-los, medindo o condicionamento dos participantes através da respiração. Quando uma pessoa sente um cheiro agradável, a inspiração é mais profunda, ocorrendo o contrário quando se trata de um odor desagradável.

Entretanto, depois de um tempo, os participantes do estudo não precisavam mais sentir nenhum cheiro para mostrar alterações na respiração, bastando apenas o estímulo sonoro para que passassem a respirar mais ou menos profundamente. Apesar de o experimento envolver ações relativamente simples, os cientistas acreditam que também seríamos capazes de aprender informações mais complexas durante o sono.

Assim, de acordo com os pesquisadores, o nosso cérebro é capaz de reconhecer e processar estímulos externos mesmo enquanto estamos dormindo, embora existam algumas limitações para esse processo. Contudo, os autores do estudo já avisam: não adianta colocar o livro de matemática debaixo do travesseiro e achar que você vai acordar sabendo como decifrar as mais variadas equações, infelizmente!

Fonte: Nature