OVNI aparece em vídeo gravado pela Estação Espacial Internacional [vídeo]
762
Compartilhamentos

OVNI aparece em vídeo gravado pela Estação Espacial Internacional [vídeo]

Último Vídeo

Não é difícil acreditar que existe vida fora da Terra. Em um universo tão extenso, difícil mesmo é acreditar que estamos sozinhos por aqui. Mas agora os mais entusiastas no assunto têm ainda mais motivos para acreditarem em visitas de outros seres ao nosso planeta.

Um estranho objeto voador não identificado (OVNI) foi avistado a partir da Espação Espacial Internacional (ISS). Suas imagens foram enviadas para a terra via streaming no dia 4 de novembro.

O vídeo divulgado (clique aqui para ver) tem quase três horas de duração, mas o OVNI aparece apenas a partir de 1:39. O objeto tem formato de anel e parece levemente transparente (ou apenas estaria se movimentando em alta velocidade?).

Ele também muda de cor e parece ser afetado pela luz solar, que reflete sombras sobre ele. Curiosamente, o objeto acompanha a ISS e desaparece assim que ela ultrapassa o “Terminator”, a linha que separa o dia da noite, que é claramente visível no espaço.

Outro fato curioso – e que, obviamente, está deixando muita gente com uma “pulga atrás da orelha” – é que os vídeos enviados por streaming diretamente da ISS geralmente são extremamente longos, mas ninguém sabe ainda o motivo pelo qual este em especial conta com apenas três horas de duração.

O vídeo teria sido editado? Será que alguma aproximação foi feita, porém, foi retirada do vídeo? Seria apenas um reflexo? Esses são os questionamentos constantes na web desde que o episódio foi publicado. Deixe suas apostas nos comentários!

Cientistas encontram 104 planetas habitáveis!

Para deixar todos ainda mais curiosos, no mesmo dia em que o vídeo foi gravado (04/11), cientistas anunciaram a descoberta de nada menos do que 833 astros “candidatos a planetas”. Em meio a eles, existem 104 mundos que, aparentemente, têm condições de suportar a vida.

Dos 104 planetas, ao menos 10 deles têm o tamanho semelhante ao da Terra. “Estamos abrindo uma nova era de exploração da nossa galáxia”, afirmou William Borucki, principal pesquisador da missão Kepler, que acontece no Centro de Pesquisa Ames da NASA, em Moffett Field, na Califórnia.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.