(Fonte da imagem: Thinkstock)

A preocupação com a obesidade e a boa forma não é algo que surgiu há pouco tempo. Na verdade, os quilinhos a mais vêm assombrando homens e mulheres há décadas. E se você pensava que alguns dos métodos, tratamentos e pílulas disponíveis hoje em dia são bizarros, espere para ver a seleção preparada pelo site POPSCI, que traz alguns exemplos divertidos — e até assustadores — de produtos comercializados no passado para eliminar o excesso de peso:

1948: Sistema Protam

(Fonte da imagem: Reprodução/POPSCI)

Apesar de mostrar um homem gorducho na propaganda, o Sistema Protam — uma mistura de vitaminas, minerais, aminoácidos e proteínas que deviam ser tomados uma ou duas vezes ao dia — também era indicado para mulheres e prometia “oxidar” o excesso de gordura e eliminar até 3 quilos por semana.

1969: programa antipança

(Fonte da imagem: Reprodução/POPSCI )

Apelando para a autoestima masculina, o sistema de emagrecimento anunciado oferecia uma combinação de shakes de proteína, programa de exercícios físicos e uma cinta para espremer qualquer protuberância abdominal, prometendo a perda de meio quilo por dia. Agora, você usaria mesmo uma cinta para esconder a pança? Sem contar que o homem da propaganda nem tinha tanta barriga assim!

1977: a sinistra pílula da satisfação total

(Fonte da imagem: Reprodução/POPSCI)

Chamado de “Total Contentment Pill” — ou Pílula da Satisfação Total, em tradução livre —, o medicamento acima prometia aniquilar o apetite, funcionando mais ou menos como um interruptor de “liga e desliga” para apagar a fome. A propaganda não especifica quais eram os componentes da pílula, mas podemos deduzir que estava recheada de anfetaminas e outras drogas.

1978: pó metabólico

(Fonte da imagem: Reprodução/POPSCI )

Que tal tomar um pozinho mágico que promete eliminar uma quantidade de gordura equivalente à queimada durante uma corrida de mais de 20 quilômetros? E sem precisar mexer nem um músculo sequer. O tal produto — uma substância natural não detalhada, capaz de acelerar o metabolismo — garantia a perda de 5 quilos no período de 7 dias, além de um emagrecimento progressivo sem a necessidade de passar fome ou seguir dietas estritas. Tá!

1981: cinto para derreter os pneuzinhos

(Fonte da imagem: Reprodução/POPSCI)

Seguindo a mesma linha de divulgação de alguns produtos comercializados hoje em dia, o cinturão de borracha da imagem acima traz testemunhos de pessoas reais que juram ter perdido vários quilos graças à ação do produto, que prometia “derreter” a gordura abdominal e ajudar a eliminar o excesso de fluidos corporais.

1981: traje espacial emagrecedor

(Fonte da imagem: Reprodução/POPSCI )

O bizarro macacão futurista garantia a perda de mais de dois quilos em apenas 15 minutos: bastava vesti-lo durante a realização de exercícios físicos. Provavelmente o cinturão de borracha da propaganda acima não funcionava muito bem, pois, se você reparar bem, os modelos que aparecem felizes dentro de seus trajes espaciais parecem ser os mesmos do anúncio anterior!

1939: menção honrosa

(Fonte da imagem: Reprodução/POPSCI)

Na verdade, o produto acima não estava voltado ao emagrecimento, mas sim para o ganho de peso. Mas, por ser divertido, decidimos adicioná-lo à lista. O medicamento — cápsulas de levedura enriquecidas com ferro — assegurava o ganho rápido de 5 a 10 quilos de músculos esbeltos e fortes aos magrinhos que sofriam para aumentar uma grama sequer na balança. Músculos em cápsula?