Esta mulher sofre de uma terrível doença genética e faz sucesso como modelo
150
Compartilhamentos

Esta mulher sofre de uma terrível doença genética e faz sucesso como modelo

Último Vídeo

Nascida com displasia ectodérmica, doença genética que causa anormalidade nos pelos corporais, dentes e unhas, Melanie Gaydos tinha tudo para acreditar que jamais teria chance alguma de perseguir uma carreira no mundo da moda. Superando as expectativas, no entanto, sua graça e criatividade possibilitaram que ela se tornasse uma procurada modelo e atriz.

Em um vídeo feito pelo What’s Underneath Project (“Projeto O que Está por Baixo”, em tradução livre), Melanie falou sobre suas dificuldades por ser “diferente”, tanto no mundo da moda quanto na sociedade em geral. Segundo ela, as pessoas costumam olhar para ela de uma forma diferente, o que por um tempo a levou a vestir perucas para disfarçar sua falta de cabelo.

“Quando eu era criança, sofri bastante bullying e muitas pessoas ficavam me encarando. Na época que eu tinha cerca de 16 anos, eu vivia muito deprimida e com tendências suicidas. Eu não queria viver de verdade. Não achava que eu ainda estaria viva depois dos 18 anos”, conta Gaydos.

Primeiros cliques

A modelo conta que sua carreira como modelo começou pouco tempo depois de ter se mudado para Nova York, por influência de um namorado que trabalhava como fotógrafo. “Eu só desejava ser fotografada pelas pessoas que me compreendessem. [...] Apenas comecei a modelar como uma forma de descobrir mais sobre mim. Nunca achei que essa jornada me levaria para onde estou hoje”, afirma.

Inicialmente, Gaydos encontrava a maior parte dos seus trabalhos na área de moda em anúncios feitos pela internet por fotógrafos que buscavam pessoas cuja aparência fugisse de estereótipos. Atualmente focada em sua carreira e no seu novo estilo de vida glamoroso, Melanie trabalha como modelo e atriz em tempo integral e costuma viajar para vários países para participar de projetos distintos.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.