Conheça as histórias por trás de 10 logos famosas
4.123
Compartilhamentos

Conheça as histórias por trás de 10 logos famosas

Último Vídeo

Se você se interessa por design, especialmente pelas histórias associadas a marcas de sucesso, aqui no Mega Curioso você pode encontrar diversas matérias nas quais falamos sobre esse tema. Você pode acessar este link, este outro e este também, para descobrir mensagens ocultas de inúmeras logos, clicar aqui para conferir anedotas interessantes sobre algumas marcas famosas e aqui para desvendar os significados de símbolos de rótulos de cervejas.

Assim, para complementar um pouco mais a nossa seleção de matérias sobre o assunto, resolvemos reunir uma lista com 10 logos famosas — e as histórias por trás de sua criação. Veja a seguir:

1 – WWF

Você já deve ter visto a logo acima diversas vezes, não é mesmo? Ela representa a World Wide Fund For Nature — ou Fundo Mundial para a Natureza —, e, além de ter um enorme apelo visual, a imagem desperta o lado emocional do público. Isso porque o urso que compõe a logo foi inspirado em um animal real, a famosa panda gigante Chi-Chi, que viveu no zoológico de Londres de 1958 até sua morte, em 1972.

2 – Samsung

O nome do grupo com sede em Seul, na Coreia do Sul, em coreano significa “três estrelas”. Tanto que, antes de a companhia adotar a logo atual — que traz o nome do grupo dentro de uma forma ovalada azul com uma rotação de aproximadamente 10° sobre seu eixo —, a marca trazia as estrelas incorporadas. Veja a evolução a seguir:

3 – Mitsubishi

Apesar de minimalista, a imagem que representa a fabricante de automóveis japonesa tem suas raízes na história do Japão. A figura combina o brasão do clã Tosa — composto por três folhas — e o da família Iwasaki, representado por três diamantes.

Além disso, as três formas simbolizam as ideias de confiança, integridade e sucesso, e a palavra “mitsu” teria significado de “três”, enquanto “bhishi” seria o nome de uma castanha comum na Ásia (Trapa natans) que tem formato parecido com o de um diamante.

4 – Motorola

A logo da Motorola se tornou um dos símbolos mais facilmente reconhecíveis da indústria das telecomunicações e, assim que surgiu, trazia o nome da companhia grafado com fonte cursiva. Veja a seguir:

A companhia foi fundada por Paul V. Galvin em 1928 e se chamava Galvin Manufacturing Corporation. Ela se dedicava a fabricar conversores de eletricidade que substituíam o uso de pilhas em rádios, e, em 1930, a empresa introduziu seu primeiro rádio para automóveis chamado Motorola — em que “motor” se referia a carro e “ola” a som, ou seja, a intenção era transmitir a ideia de som em movimento.

A mudança de nome da companhia de Galvin Manufacturing Corporation para Motorola aconteceu em 1947, e a logo que mostramos anteriormente foi a escolhida. Já o “M” estilizado foi introduzido em 1955, e os dois triângulos que formam a letra simbolizam a atitude progressista e a mentalidade de liderança da empresa. Só a título de curiosidade, o primeiro aparelho de celular da Motorola foi lançado em 1983.

5 – Subway

Se você prestar atenção na logo da Subway, vai notar que tanto a primeira letra como a última, ou seja, o “S” e o “Y”, contam com setas, e elas representam a entrada e a saída do metrô — lembrando que “subway” é a forma como os norte-americanos chamam esse sistema de transporte. Além disso, a imagem simboliza a ideia de que os alimentos vendidos nas lanchonetes podem ser consumidos enquanto as pessoas seguem seus caminhos.

6 – Lacoste

Você sabe o motivo de um crocodilo simbolizar a famosa marca de roupas? Reza a lenda que tudo começou graças a uma aposta entre René Lacoste, um dos fundadores da companhia, e o capitão da equipe francesa da Copa Davis.

Nos anos 20, René Lacoste foi o melhor jogador de tênis do mundo, e o capitão do time prometeu dar a René uma mala feita com pele de jacaré caso ele vencesse um importante jogo para a equipe.

Ao saber disso, a imprensa norte-americana começou a chamar René pelo apelido de “jacaré” — que mais tarde virou “crocodilo”—, e o francês deve ter curtido a ideia, pois mandou bordar o bichinho em todas as camisas e paletós que ele usava em público. Na década de 30, depois que René aposentou as raquetes, ele fundou a companhia de roupas e adotou a sua marca registrada como logo.

7 – Nike

Embora tenha um formato que lembra o sinal de “visto” ou de “correto”, a logo da Nike foi inspirada na mitologia grega. O símbolo representa uma das asas da deusa da vitória chamada Nice, que, em grego, é conhecida pelo nome de Nike.

8 – Bluetooth

A palavra Bluetooth foi inspirada no sobrenome de um rei dinamarquês do século 10 chamado Harald blátonn Gormsson, responsável por unificar a Noruega e a Dinamarca em um só reino. Acontece que o monarca não devia ter um sorriso muito saudável, pois foi apelidado de “Bluetooth” — ou “dente azul”, em tradução livre.

Já a logo foi influenciada pelas runas nórdicas que se assemelham à letra “H” (que se chama Hagall) e a “B” (chamada Bjarken), e o símbolo estilizado trazendo as duas letras combinadas representa a conexão que o Bluetooth estabelece entre dois dispositivos eletrônicos.

9 – Yamaha

A logo do conglomerado japonês conta com três diapasões em seu interior, que simbolizam a produção efetiva, a tecnologia moderna e o sucesso de vendas — valores que se refletem nos equipamentos e instrumentos “bem afinados” que são produzidos pela Yamaha. Além disso, se você observar com cuidado, vai notar que os objetos se sobrepõem para formar um “Y” no interior do círculo.

10 – BMW

A logo da companhia alemã faz uma homenagem à história da aviação, sendo composta por uma hélice em movimento sobre um fundo azul — que representa o céu. Isso porque a BMW originalmente era fabricante de motores de avião e teve um importante papel produzindo os motores para a frota da Luftwaffe (como é chamada a Força Aérea da Alemanha) durante a Segunda Guerra Mundial.

Menção honrosa

Olimpíada de Tóquio

Recentemente, o comitê organizador das Olimpíadas de Tóquio, que devem acontecer em 2020, revelou a logo abaixo, que será utilizada para simbolizar o evento no país. A marca foi criada por Kenjiro Sano, que explicou que a coluna central expressa a ideia de diversidade, já que seu tom preto seria uma combinação de todas as cores — lembrando que o conceito desenvolvido pelo designer não segue o princípio de que a cor branca resulta da sobreposição de todas as cores, e não a preta.

Além disso, o círculo vermelho representa o poder de todos os corações pulsando juntos. No entanto, a imagem mal foi revelada e já está causando a maior polêmica. Isso porque muita gente vem apontando que ela é incrivelmente parecida com a logo que simboliza o Thèâtre de Liège, na Bélgica, criado em 2013 — e inclusive estão circulando acusações de plágio. Veja a seguir e conte para a gente nos comentários o que você acha:

*Publicado em 31/7/2015

***

O Mega está concorrendo ao Prêmio Influenciadores Digitais, e você pode nos ajudar a sermos bicampeões! Clique aqui e descubra como. Aproveite para nos seguir no Instagram e se inscreva em nosso canal no YouTube.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.