Pesquisa revela principais lesões em termos de depilação íntima
72
Compartilhamentos

Pesquisa revela principais lesões em termos de depilação íntima

Último Vídeo

Pelos pubianos são tão ou mais polêmicos que mamilos, e é cada dia mais comum a prática de arrancar os ditos cujos. Os métodos de depilação variam e vão desde o uso do barbeador até o de cera e de aparelhos a laser, e tão comuns quanto a nossa vontade de não ter pelos são as lesões que acabamos nos provocando por causa disso.

Quando a grana está curta e não dá para investir em técnicas profissionais de depilação, resolvemos o problema na hora do banho mesmo, com a cara e a coragem – e é nesse tipo de situação que acabamos nos machucando.

Um levantamento recente, divulgado no Journal of the American Medical Association, revelou dados sobre os hábitos de depilação de 7.570 norte-americanos.

Que dor!

Os resultados revelaram que 25% das pessoas acabam se machucando quando vão se depilar, até mesmo porque estamos falando de uma região que não é a mais plana de todas e bastante sensível à passagem de lâminas ou de aparelhos que arrancam tudo pela raiz.

Os acidentes mais frequentes na hora de aparar a cabeleira íntima, no caso dos homens, envolvem cortes na região dos testículos – fácil de se entender, afinal estamos falando de uma pele enrugada e sensível. A área ao redor do pênis também costuma sofrer lesões na hora da depilação.

No caso das mulheres, os cortes mais comuns acontecem na parte interna da coxa, no contorno da vulva e na região do períneo. Felizmente, mais de 60% das lesões foram consideradas simples, com cortes e pequenas erupções cutâneas. Das pessoas que precisaram procurar ajuda médica por causa dos ferimentos, 3% tiveram que tomar antibióticos e 2,5% precisaram passar por algum tipo de cirurgia.

Presta atenção!

Ainda que os cortes pequenos não sejam motivo para pânico, vale lembrar que eles podem aumentar o risco de transmissão de vírus como o do HPV. O lado bom dessa sociedade moderna que não gosta de pelos é que a quantidade de pessoas com chato, que são aqueles piolhos da região pubiana, diminuiu drasticamente no século 21.

Se você acabar se cortando na hora da depilação, o que é bastante possível, certifique-se de cuidar bem da região, lavando-a com água e sabão. O ideal é buscar não irritar a área cortada e, claro, não pensar duas vezes antes de procurar ajuda médica, se a coisa ficar feia – e se você é do tipo que não se depila nem quer começar, não tem problema, viu. Cada um faz o que achar melhor com seus pelos pubianos.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.