06
Compartilhamentos

Com suspeita de câncer, homem descobre peça de Playmobil no pulmão

Algumas situações costumam mudar a maneira que a gente encara a vida para sempre. O diagnóstico de câncer é uma delas: a pessoa entra em uma espiral de sentimentos, procura todas as informações possíveis, altera estados de ânimo e de pessimismo, faz e desfaz planos e por aí vai. Recentemente, um britânico de 47 anos, que não teve o nome divulgado, deve ter passado por algo parecido ao receber a notícia de que poderia estar com câncer de pulmão.

Esse é o tipo de câncer mais comum no planeta, com 90% dos casos sendo relacionados ao tabagismo – ou seja, também é uma das causas de morte com maior potencial de prevenção do mundo, através de campanhas que incentivem o fim do hábito de fumar. A taxa de sobrevida de 5 anos varia de 49%, para descobertas em estágios iniciais, a alarmantes 1%, em casos mais graves.

Já a sobrevida do britânico, morador de Preston, deve ser ainda maior: acontece que, na verdade, ele não tinha câncer nenhum! Depois de ficar um ano tossindo e expelindo um muco amarelada, o cara fez exames para detectar a “quase certa” doença. Para piorar, ele fumou a vida inteira e também tinha recém se recuperado de uma pneumonia.

Um copo de vinhoCone de brinquedo encontrado no pulmão do homem de 47 anos

Uma radiografia mostrou uma massa escura no pulmão do 40tão, dando ainda mais indícios de que se tratava do temido câncer. Porém, uma broncoscopia achou algo inusitado no órgão: um pequeno cone de trânsito da Playmobil, que o homem tinha ganhado quando fez 7 anos de idade.

Ou seja, ele provavelmente inalou a pecinha e só agora sentiu os sintomas do corpo estranho em seu pulmão – algo raro, já que esse tipo de ocorrência ocorre muito em crianças, mas é rapidamente detectada. Durante 40 anos, ele viveu com o brinquedo dentro do peito sem nem sequer saber!

“Isso pode ser porque a aspiração ocorreu em uma idade tão jovem que a via aérea do paciente foi capaz de se remodelar e se adaptar à presença desse corpo estranho”, afirmou o relatório médico. Passados quatro meses desde que o cone foi retirado, o homem relata que a tosse melhorou consideravelmente, assim como outros sintomas do suposto câncer.

Um grupo de bonecos Cone foi lançado em coleção de trânsito da Playmobil no final dos anos 70

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.