A história da mulher que transpira sangue
81
Compartilhamentos

A história da mulher que transpira sangue

Equipe MegaCurioso
Último Vídeo

Por causa de uma condição rara que atinge uma em cada 10 milhões de pessoas, uma jovem italiana de 21 anos de idade começou a transpirar sangue no rosto e nas palmas das mãos.

Sem saber o que estava acontecendo, ela acabou internada, e a equipe médica que a examinou realizou exames para buscar lesões em sua pele, mas nada foi encontrado, segundo relatório divulgado no Canadian Medical Association Journal.

De acordo com a paciente, esse sangramento espontâneo era comum enquanto dormia e também quando praticava algum tipo de atividade física. O sangramento através da pele acontecia também quando ela tinha algum tipo de estresse emocional – cada episódio dura 5 minutos no máximo.

Hematoidrose

hematoidrose

A condição começou a apresentar sintomas há 3 anos e, por causa dela, a paciente passou a evitar eventos sociais e a apresentar sintomas de depressão e ter crises de pânico.

Depois de diversos exames de sangue e de coagulação, a jovem foi diagnosticada com hematoidrose, uma condição bastante rara que faz com que a pessoa transpire sangue por meio da pele. O tratamento é realizado com um medicamento betabloqueador chamado propranolol, que alivia os sintomas, mas não os interrompe por completo.

Ainda há pouca informação sobre a doença, mas acredita-se que os episódios se tornam mais intensos à medida que a ansiedade aumenta – nesses casos, os vasos sanguíneos que ficam nas regiões das glândulas sudoríparas se contraem a ponto de romperem, o que empurra o sangue para a superfície da pele.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.