Tem dificuldades em manter o foco no presente? Estas dicas vão ajudar
05
Compartilhamentos

Tem dificuldades em manter o foco no presente? Estas dicas vão ajudar

Último Vídeo

Você já teve a sensação de que está sobrecarregado e cansado demais? Tem a mania de viver se lembrando do passado, com remorso ou nostalgia em excesso? Você se preocupa demais com as coisas que estão por vir e com tudo o que pode dar certo e errado? Assim fica mesmo difícil aproveitar aquilo que está diante dos seus olhos agora, neste exato momento.

A gente tem tantas possibilidades nas redes sociais, no YouTube, nas caixas de entrada, nos comunicadores… É difícil mesmo começar uma atividade e se manter focado nela, não é? Por estarmos todos nessa situação, as dicas sobre o tema no portal Psychology Today podem ser de grande ajuda. Confira:

Sobre estar presente

foco

O artigo fala de algo muito, muito interessante: nossa mente tem o costume de vagar para longe e, no fim das contas, é difícil estarmos focados apenas no presente, ou seja: na atividade que estamos desenvolvendo e apenas nela. Isso não significa, é óbvio, que não se deve planejar o futuro ou experimentar algumas saudades de tempos em tempos. A questão é evitar pensamentos que nos façam ruminar o passado no sentido de ter arrependimentos. Da mesma forma também é bacana evitar se preocupar demais com o que está por vir, afinal viver pensando no futuro é uma forma de viver ansioso e estressado.

O segredo, aqui, está em se esforçar para curtir a tarefa que você está fazendo no momento presente, mesmo que ela seja algo sem muita graça. Lembre-se sempre que momentos difíceis, assim como aqueles mais felizes, vão passar. Nossa vida está em constante mudança e movimento, e prestar mais atenção no presente é algo inteligente a ser feito.

Sobre o seu eu

feeling better

É claro que sua maior preocupação na vida é você mesmo, mas você já reparou que isso acaba fazendo com que você se deprima em alguns momentos? Se alguém não vai com a sua cara ou se seu chefe não deu a promoção que você merecia, isso faz com que você passe muito tempo experimentando emoções negativas sobre… você mesmo!

Lembre-se sempre de que você é uma entre outras tantas bilhões de pessoas e que é mais do que normal na natureza humana que você vivencie momentos de fracasso, de inveja, de raiva, de tristeza, de ciúme. Em vez de cutucar essas experiências e esses sentimentos negativos e se culpar por tê-los, o jeito é aprender a levar as coisas com mais leveza e, inclusive, com mais senso de humor. Não seja tão duro com o reflexo que você vê no espelho.

Aquiete sua mente

meditar

Essa é uma das mais difíceis tarefas, a gente sabe, mas conseguir sossegar a mente é essencial para o seu bem-estar. Uma forma de fazer isso é praticar atividades físicas, o que faz com que o corpo fique menos letárgico. Exercícios de respiração também são muito eficientes e, claro, meditar é sempre uma recomendação saudável, não dá para negar.

No começo pode ser difícil essa coisa de meditar, mas comece escolhendo um lugar tranquilo, sentando-se de maneira confortável, fechando os olhos e focando sua atenção ao ar que entra e sai dos pulmões. Depois de um tempo de insistência diária, você vai perceber o quanto essa atividade simples tem o poder de melhorar sua mente.

Quanto mais centrada estiver sua mente, menos tempo você vai perder se focando em pensamentos que não trazem nada de bom. Aproveite a onda de pensamentos positivos e aquiete-se. Você não precisa se encher de tarefas e compromissos para mostrar serviço. Tente se desconectar um pouco do seu celular, das redes sociais e busque dar mais espaço para a natureza entrar.

E aí, você acha que pode colocar esses conselhos em prática? Se já segue algum desses caminhos, conte sua experiência para a gente!

***

Você conhece a newsletter do Mega Curioso? Semanalmente, produzimos um conteúdo exclusivo para os amantes das maiores curiosidades e bizarrices deste mundão afora! Cadastre seu email e não perca mais essa forma de mantermos contato!

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.