Aumenta número de mortes por uso de vapes adulterados nos EUA

Aumenta número de mortes por uso de vapes adulterados nos EUA

Último Vídeo

O vape, também conhecido no Brasil como vaporizador, ou cigarro eletrônico, está ligado a uma série de mortes recentes nos Estados Unidos. O que já foi classificado como “epidemia” fez aproximadamente 23 vítimas fatais e outros 1.300 casos de danos ao pulmão. 

O crescente número de afetados por danos decorrentes do uso do vape têm preocupado autoridades americanas, pois o dispositivo é amplamente utilizado tanto para consumo de substâncias da cannabis quanto de nicotina. 

Possível causa e sintomas

Não há detalhes sobre as causas e nenhum dispositivo ou substância específicos foram responsabilizados. Pesquisadores fazem uma possível conexão com o acetato de vitamina E, presente em produtos de cannabis com THC para vapes. No entanto, nem todas as vítimas relataram ter usado este tipo de produto.

As vítimas apresentam uma doença parecida à pneumonia bacteriana ou viral. Dificuldade para respirar, dores no pulmão, febre e tosse são alguns dos sintomas apresentados. A rapidez da doença e o prolongamento dos malefícios estão entre as características observadas por médicos.

Além do acetato e da nicotina, há outras substâncias potencialmente cancerígenas e prejudiciais nos líquidos saborizados para vaporizadores. Uma delas é o diacetil, relacionado a alguns sabores, que causa bronquiolite. 

(Fonte: Pixabay)
(Fonte: Pixabay)

O vape

O dispositivo funciona aquecendo o material ou líquido a ser consumido, permitindo a inalação. No caso de materiais sólidos, há uma pequena câmara chamada de atomizador, onde ocorre a fragmentação do material. Uma bateria interna fornece a energia necessária para o processo. 

O comércio e propaganda do vape é ilegal no Brasil. O uso, por sua vez, não é proibido. Não é difícil encontrar o dispositivo e outros produtos relacionados em lojas especializadas ou na internet.

Por não estar regulamentado, não há qualquer controle sobre os produtos vendidos no país. Nos Estados Unidos, o governo americano adiou a implementação de regras e inspeções sobre o mercado dos vapes, que deve começar a ocorrer somente a partir de 2022.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.