Cabelo caindo? A poluição no ar pode ser a causa

Cabelo caindo? A poluição no ar pode ser a causa

Último Vídeo

Se você tem percebido que seu cabelo está caindo muito, há chances de seu xampu ou condicionador não serem os reais vilões dessa condição. Cientistas apresentaram o resultado de um estudo onde encontraram ligação entre a exposição à poluição e a queda de cabelo. A apresentação foi realizada no 28º Congresso da European Academy of Dermatology and Venereology, que aconteceu na Espanha.

O estudo foi realizado a partir da análise das partículas de poluição no crescimento e regeneração capilar. Os pesquisadores expuseram as células presentes nos folículos capilares do couro cabeludo humano a concentrações de poeira contendo matéria particulada com 10 micrômetros ou menos (PM10).

Mais poluição, menos cabeleira

Foi observado que a presença de PM10 e de partículas de diesel diminuiu a beta-catenina — proteína essencial para a  formação de folículos capilares — e de outras três proteínas importantes para a manutenção e o crescimento dos cabelos. Os níveis de exposição foram diretamente ligados à quantidade de perda, ou seja: mais poluentes resultaram em uma maior diminuição de proteínas.

A matéria particulada é uma mistura de partículas sólidas e gotículas encontradas no ar. Entre suas fontes estão a queima de combustíveis fósseis e de combustíveis sólidos.

Um detalhe que chama atenção é que quanto menor a partícula de poluição, mais perigosas elas são, já que podem passar pelo corpo humano mais facilmente. Os pesquisadores informaram que os efeitos do PM na saúde humana são motivo de grande preocupação, pois além de enfraquecer os fios do cabelo, aumentam o risco de câncer e de doenças cardiovasculares e respiratórias. 

"Embora seja difícil escapar à poluição do ambiente, limitar o tempo andando em ruas movimentadas, especialmente durante a hora do rush, deve ajudar a reduzir a exposição", sugeriu um porta-voz da equipe em uma entrevista para o portal IFL Science.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.