Seja o primeiro a compartilhar

Urina verde: caso bizarro assusta paciente em hospital

Após ser hospitalizado aos 62 anos, um homem foi surpreso ao perceber que sua urina estava em uma colocação verde turva. Segundo o estudo publicado no The New England Journal of Medicine, o caso teria ocorrido após o paciente necessitar de cuidados para tratar uma Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC).

Apesar da situação inusitada parecer verdadeiramente alarmante, a equipe médica logo fez questão de acalmar o senhor e explicar que tudo se tratava de um efeito colateral do remédio utilizado para tratar seu quadro clínico. 

Explicando a urina verde

(Fonte: The New England Journal of Medicine)
(Fonte: The New England Journal of Medicine)

Segundo o documento, o paciente havia sido levado para a emergência após apresentar dificuldade para respirar por dois dias consecutivos, o que foi resultado de sua doença pulmonar. A partir desse momento, os médicos descobriram que ele apresentava altos níveis de dióxido de carbono no sangue, fator que pode ser letal.

Imediatamente, o homem passou a receber cuidados intensivos com a ajuda de ventiladores para respirar e a aplicação do anestésico propofol. Cinco dias depois e com quadro estabilizado, sua urina — que vinha sendo recolhida por um cateter vesical — começou a ficar verde.

De acordo com os médicos do Weiss Memorial, em Chicago, alguns fatores podem explicar a coloração bizarra do líquido, inclusive efeitos colaterais de remédios, algumas infecções ou complicações no fígado.  Neste caso em específico, o culpado acabou sendo o propofol, que pode gerar esse tipo de reação em casos raros.

Impacto na saúde

(Fonte: Heather West)
(Fonte: Heather West)

O porquê da coloração da urina transformar-se em um tom esverdeado ainda não é completamente compreendido pelos cientistas, porém costuma ocorrer quando certos produtos metabólitos são eliminados pelos rins e não pelo fígado, é o que explica uma pesquisa publicada no Journal of Clinical Diagnostic Research.

Para a felicidade do norte-americano, a descoloração é completamente benigna e desaparece assim que a dosagem do medicamento é interrompida, exatamente como ocorreu neste caso após a equipe médica decidir por parar de usar o propofol. Após duas semanas de hospitalização, o homem foi liberado para continuar seu tratamento em outra instituição de reabilitação.

Curiosamente, verde não é a única cor que a urina pode assumir em casos médicos. Em 2019, cientistas registraram o caso de uma mulher com “síndrome da urina roxa”, cuja coloração foi resultado de uma reação química na bolsa do cateter vesical.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.