Azeite previne doenças? Verdade ou mito?

Azeite previne doenças? Verdade ou mito?

Último Vídeo

O azeite nada mais é do que o produto da extração do óleo da azeitona, que é sua única matéria-prima. Dê uma olhada no rótulo de um azeite extravirgem: não há ingredientes adicionais.

É importante saber a diferença entre os azeites se você procura aquele que será de melhor qualidade. O extravirgem é a opção que oferece melhores benefícios para a saúde, pois nada mais é do que a primeira extração do óleo e da prensagem da azeitona, na primeira etapa de refinamento. Já o azeite virgem passa pela segunda etapa de refinamento e perde substâncias essenciais e importantes.

Azeitonas Verdes
Azeitonas verdes.

O nível de acidez está relacionado ao refinamento, então o azeite extravirgem que tem um processo de refinamento menor oferece acidez menor e quantidade maior de gorduras boas e nutrientes. Então quais são os benefícios do azeite? Quais doenças podem ser prevenidas e como são chamadas as substâncias encontradas nele?

O azeite é fundamental para nossa alimentação pois é rico em compostos bioativos, que são elementos que favorecem nosso organismo de diversas maneiras, sendo antioxidantes e melhorando o sistema imune, por exemplo. 

Tem gorduras como ácido oleico (ácido graxo insaturado), chamado de ômega 9, que ajuda na diminuição da Lipoproteína de Baixa Densidade (LDL) — o colesterol que se fixa nas paredes das artérias causando inúmeras doenças como hipertensão arterial (HAS) e dislipidemia (DLP) — e no aumento da Lipoproteína de Alta Densidade (HDL) — proteína carreadora que move placas de colesterol LDL para fora das artérias, evitando uma série de doenças cardiovasculares. Outros tipos de gorduras ajudam como fator anti-inflamatório, antioxidante e vasodilatador.

O azeite pode diminuir as doenças Cardiovasculares
Azeite pode diminuir doenças cardiovasculares.

O azeite contém antioxidantes por causa do ácido oleico, compostos fenólicos e do esqualeno e tem função anti-inflamatória, diminuído o risco de artrites e doença cardiovasculares. Estudos também mostram a diminuição do risco de cancro, diabetes, síndrome metabólica e obesidade.

Pode-se usar azeite em diversas preparações, apenas tomando cuidado para não abusar, pois é um alimento calórico, com gorduras saturadas que não fazem bem.

Azeite sendo utilizado em saladas e preparações frias
Azeite sendo utilizado em saladas e preparações frias.

É mito pensar que um azeite extravirgem de boa qualidade perde suas propriedades quando exposto à alta temperatura, então pode ser usado para refogar temperos e grelhar carnes ou vegetais.

Azeite sendo usado em preparações quentes
Azeite sendo usado em preparações quentes.

A escolha deve ser de um bom azeite, de preferência extravirgem, de boa procedência e que esteja em uma embalagem de vidro escuro, para evitar a oxidação e a alteração de seus componentes. Estudos atuais e que estão crescendo indicam a forte tendência à diminuição de algumas doenças, então pode ser associado a uma alimentação e a um estilo de vida saudável.

***
Marcela Andrade, colunista semanal do Mega Curioso, é bacharel em Comunicação Social com habilitação em Relações Públicas, bacharel em Nutrição, perita judicial na área de nutrição e pós-graduanda em Saúde Pública com ênfase em Estratégia Saúde da Família.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.