Quais são os efeitos do horário de verão sobre a nossa saúde?
718
Compartilhamentos

Quais são os efeitos do horário de verão sobre a nossa saúde?

Último Vídeo

Ah, o horário de verão! Aquela época do ano em que os dias amanhecem com um pouquinho mais de escuridão e que as tardes exibem um glorioso sol no céu por muito mais tempo antes de a noite cair. Para algumas pessoas, essa mesma época é uma absoluta tortura, visto que o adiantamento de 1 hora no horário oficial de quase todo o país faz com que o “organismo demore a se acostumar”.

Por outro lado, há quem seja fã dessa mudança, principalmente porque os dias ficam mais longos, o que deixa algumas pessoas mais dispostas para se exercitar e até mesmo para curtir aquele happy hour com os amigos no final do expediente. Mas, pensando nessa dualidade de opiniões, quais realmente são os efeitos do horário de verão sobre a nossa saúde? Seria um agrupamento de malefícios, começando pela sensação constante de sono?

Ou será que o organismo consegue gastar energia por mais horas, visto que a claridade poderia estimular a produção de certa substância ou outra, cuja função é benéfica para a saúde? Infelizmente, essa última alternativa não procede (pelo menos ainda não foi provada cientificamente) e o que impera entre as características listadas abaixo são os pontos negativos do adiantamento do horário. Vamos ver o que acontece:

Mais ataques cardíacos


Uma equipe de pesquisadores suecos conduziu um estudo no ano de 2008 que apontou que as três semanas após a alteração de horário mostram um aumento de 5% nos índices de ocorrências de ataques cardíacos em relação a outras épocas do ano. De acordo com outro estudo publicado no New England Journal of Medicine, esse acréscimo nos registros de acidentes cardiovasculares pode ser devido à mudança nos padrões de sono que o horário de verão causa nas pessoas.

Várias pesquisas já demonstraram que a falta de sono é capaz de aumentar as chances de inflamação no organismo e o nível de atividade do sistema nervoso autônomo simpático. Ambas alterações podem gerar alterações metabólicas muito significativas à saúde das pessoas.

Mais acidentes de carros?

Primeiramente, é preciso dizer que essa teoria sobre o aumento no número de acidentes durante o horário de verão gera opiniões muito diversificadas entre os estudiosos. Mesmo assim, a versão mais aceita é de que mudanças súbitas no padrão de sono das pessoas tendem a diminuir a capacidade de concentração e de percepção dos seres humanos.

Por essa razão, pode-se afirmar que há um aumento no risco de potenciais acidentes, incluindo os casos de colisões violentas. Mas vale lembrar que essa teoria divide muito as opiniões.

Alterações significativas no “relógio biológico”

Uma hora pode não parecer tempo suficiente para significar muita coisa, mas pode ter certeza de que isso já é o bastante para alterar o funcionamento do relógio biológico humano. E essas mudanças podem afetar o seu ritmo cardíaco, suas funções de imunidade e defesa de seu organismo e até mesmo desregular suas “costumeiras” idas ao banheiro.

Decréscimo de produtividade

Depois de tantos problemas relacionados aos distúrbios de sono que podem ser causados pelo horário de verão, não é nem um pouco impressionante concluir que as primeiras semanas do “novo horário” fazem com que as pessoas se sintam mais cansadas. E funcionários cansados tendem a ser mais dispersos, o que certamente os levará a uma queda em seus ritmos de produtividade.

Mais acidentes de trabalho

Funcionários cansados e mais desatentos (além de menos produtivos) estão mais sujeitos a sofrer acidentes de trabalho. Além de parecer uma questão lógica, isso foi o resultado de um estudo publicado no Journal of Applied Psychology, que analisou dados de uma empresa referentes a um período de 23 anos.

Aumento do seu tempo ocioso na internet


Isso mesmo: o horário de verão pode fazer com que você perca mais tempo olhando artigos de entretenimento inútil na internet. Tudo bem que isso não afeta realmente o seu organismo, mas certamente afetará a sua produtividade diária em toda a sua rotina normal de trabalho e afins.

E tem mais!

Entre os efeitos causados pelo adiantamento de uma hora nos relógios, ainda podemos listar frequentes dores de cabeça, o que pode afetar diretamente o humor das pessoas, a saciedade (a quantidade de fome ou a vontade de consumir alimentos ricos em gorduras e açúcares) e tudo mais o que é gerado pela alteração súbita no padrão de sono.

Mas o que você não sabia é que, em algumas áreas dos Estados Unidos, alguns cientistas sociais constataram que o horário de verão pode ter influenciado no aumento da criminalidade local. De acordo com uma reportagem feita pelo site NPR, uma pesquisa na Universidade da Virginia mostrou que a taxa de crimes aumentou em 7% no período do ano com a hora adiantada. 

Fim do horário de verão?

Em 2017, o horário de verão está previsto para iniciar no dia 15 de outubro, terminando em 17 de fevereiro do ano que vem. Porém, o governo federal cogita cancelar o horário a partir deste ano, sob a alegação de que ele não impacta mais na economia – anteriormente, uma quantidade maior de energia era consumida à noite, mas, agora, segundo analistas, está acontecendo durante o período da tarde por conta dos aparelhos de ar-condicionado.

O possível cancelamento não iria passar em branco, e a galera está dividida nas redes sociais. E você, caro, leitor, acha que o horário de verão deve acabar mesmo? Dê sua opinião!

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.