Anorexia: quando a rivalidade entre irmãs pode ser letal
147
Compartilhamentos

Anorexia: quando a rivalidade entre irmãs pode ser letal

Último Vídeo

ATENÇÃO: Algumas imagens podem chocar os leitores mais sensíveis

Irmãos podem ser grandes amigos, mas também exímios competidores. No caso de Rebecca e Courtney Grimshaw, da Califórnia, a rivalidade foi levada ao extremo e quase culminou na morte das jovens.

As duas, com então 14 e 12 anos, faziam de tudo para perder o máximo de peso e conquistar o título de irmã mais “fina”.

Tudo começou quando Courtney, a caçula da família, passou a observar a popularidade de Rebecca na escola. Segundo a jovem, já nessa época, a irmã a chamava de “bunda gorda”.

Assim, a garota começou a restringir as suas refeições e fazer o máximo de exercício físico possível, ficando esquelética em pouco tempo. Rebecca, por sua vez, se inspirou na dieta da irmã e passou a perder peso de maneira considerável, colocando a vida em risco.

Courtney

“Chegou a um ponto em que eu estava me exercitando seis horas por dia e quase não me alimentava. Nós raramente comíamos juntos, como uma família; assim, meus pais não tinham ideia do que estava acontecendo”, contou Becky.

A rígida rotina permitia que as duas ingerissem apenas 350 calorias por dia, o que fez com que Courtney passasse dos 58 quilos para apenas 31. Percebendo o risco do que estavam fazendo, Rebecca abandonou a dieta restrita e, junto com os pais, resolveu levar a irmã para um médico.

Courtney

Refletindo sobre sua obsessão perigosa, Courtney, agora com 24 anos, disse: “Eu sempre quis ser como ela. Rebecca era muito bonita e todos os caras gostavam dela”, confessa.

As irmãs se recuperaram, mas Rebecca conta que ainda se sente culpada pelos anos em que provocou a irmã por causa de seu peso.

Courtney e Rebecca atualmente

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.