Com apenas 4 anos, menino se torna membro de restrita sociedade de gênios
1.763
Compartilhamentos

Com apenas 4 anos, menino se torna membro de restrita sociedade de gênios

Último Vídeo

Aos três anos, o britânico Sherwyn Sarabi entrou para a Mensa, uma organização que só admite pessoas com um QI acima de 130, ou seja, o equivalente a 2% da população em termos de inteligência. Mas a grande novidade é que o garoto acaba de ser admitido na HELLIQ, uma sociedade ainda mais restrita.

A HELLIQ foi fundada no primeiro dia do terceiro milênio pelo Dr. Evangelos Katsioulis e funciona como uma comunidade de pessoas de inteligência superior totalmente baseada na internet. Para ser um membro da HELLIQ, o indivíduo precisa fazer parte de 0,003% da população e ter um QI ainda mais impressionante. Com esse feito, Sarabi se tornou o membro mais jovem da organização de gênios.

Amanda, de 37 anos, é a mãe do pequeno prodígio e revela que na maior parte do tempo ele se comporta como uma criança normal – Sherwyn brinca e gosta de interagir com outras crianças. A única diferença é que ele não assiste à televisão desde que tinha 16 meses de idade. De tempos em tempos, o garoto revela habilidades ainda mais avançadas e surpreende todos à sua volta.

O QI do menino foi medido pelo psicólogo educacional Dr. Peter Congdon, que afirmou que Sarabi tem pelo menos 160 pontos, que seria o mesmo QI de Albert Eistein, sendo que a maior parte das pessoas alcança entre 85 e 115 pontos. O consultor informa que esse número pode ser ainda maior, já que o teste não permite medir qualquer QI que ultrapasse essa marca.

A mãe revela que seu filho utiliza aplicativos educacionais em seu iPad desde que tinha 18 meses e, quando completou dois anos, já conseguia identificar todos os países do mundo, como demonstrado no vídeo acima. Em sua breve vida, Sherwyn já leu mais de mil livros e também decorou a tabela periódica.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.