Mas, que coisa esquisita é essa que apareceu em uma praia da Indonésia?
490
Compartilhamentos

Mas, que coisa esquisita é essa que apareceu em uma praia da Indonésia?

Último Vídeo

Vira e mexe o oceano deposita coisas pra lá de estranhas pelas praias mundo afora – e nós do Mega Curioso já mostramos por aqui diversas dessas esquisitices, como foi o caso de um suposto monstro marinho que apareceu na Nova Zelândia, uma criatura parecida com uma sereia que deu as caras na Inglaterra e  de um bicho muito sinistro que foi encontrado na Rússia. Pois nesta semana mais um exemplar bizarro foi trazido pelo mar e gerou bastante polêmica.

Dessa vez, a criatura estranha apareceu na Indonésia, e ninguém conseguia entrar em acordo sobre o que ela era. O animal – todo ensanguentado, coitado – foi descoberto na última terça-feira na Ilha de Seram; segundo testemunhas, a carcaça mede cerca de 15 metros de comprimento e entre 6 e 7 metros de largura.

De acordo com Sarah Kimmorley, do site Business Insider, entre os palpites que começaram a circular desde que a criatura foi encontrada estão os de que se tratava de uma lula gigante, uma enorme baleia e até mesmo um elefante – um elefante... de 15 metros! Veja mais imagens do intrigante animal morto a seguir:

Sinistro, você não acha? Mas não pense que se trata de um monstro desconhecido surgido das profundezas ou uma criatura mítica cuja existência finalmente veio à tona. Aliás, se o seu palpite foi o de que se tratava de uma baleia morta, saiba que você acertou em cheio! Segundo Tia Ghose, do site Live Science, um biólogo especialista nesses mamíferos identificou na carcaça a estrutura que esses animais usam para filtrar a água e obter alimentos.

Devido ao avançado estado de decomposição, o especialista não soube dizer à qual espécie, exatamente, a baleia pertence, mas suspeita que possa se tratar de uma baleia-azul (Balaenoptera musculus) ou, quem sabe, de uma baleia-de-bryde (Balaenoptera brydei ou Balaenoptera edeni), embora seja menos provável.

O biólogo também disse que, ao que tudo indica, o animal já está há algum tempo morto – de duas semanas a vários meses –, portanto o cheirinho na praia não deve ser nada agradável. Além disso, as pessoas deveriam evitar de se banhar nessas águas e, evidentemente, nada de consumir o líquido!

***

O Mega está concorrendo ao Prêmio Influenciadores Digitais, e você pode nos ajudar a sermos bicampeões! Clique aqui e descubra como. Aproveite para nos seguir no Instagram e se inscreva em nosso canal no YouTube.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.