NASA prevê que incêndios florestais serão piores até o fim do século
32
Compartilhamentos

NASA prevê que incêndios florestais serão piores até o fim do século

Último Vídeo

Assim como acontece no Brasil durante o verão, nos Estados Unidos as queimadas também ameaçam o país com incêndios se espalhando rapidamente, consumindo florestas e até casas em milhares de quilômetros pelo país.

Para observar esses fenômenos, a NASA está usando seus dois satélites, Terra e Aqua, para ajudar a monitorar os incêndios florestais diretamente do espaço e descobrir o quão pior a situação poderá ficar. Com dados recolhidos, a agência espacial acaba de divulgar imagens e vídeos, mostrando uma projeção de como poderá ser a evolução nada animadora dos incêndios nas próximas décadas.

Localização e mudanças climáticas

A cada verão norte-americano, os incêndios estão cada vez mais crescentes e atingindo mais pessoas. E isso não se dá apenas pelo clima ou atos criminosos. Por um lado, mais americanos estão construindo casas em áreas suscetíveis ao fogo. Por outro, devido às mudanças climáticas, um besouro específico dos pinheiros começo a agir, transformando folhas vivas em plantas ressecadas e empilhadas, deixando o campo perfeito para o fogo agir.

Além de tudo, existe o crescente ressecamento geral das terras. A NASA descreve este conceito como "evaporação potencial", uma forma de medir como a terra estará mais seca um dia. Usando dados de satélite que remontam a 1980, eles criaram uma nova projeção para a evaporação potencial na América ao longo dos próximos 90 anos. São dois vídeos, um apenas da projeção (acima) e outro mais longo com algumas explicações (abaixo). 

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.