(Fonte da imagem: Reprodução/Wikipedia)

De acordo com uma notícia publicada pelo site Nature, se você simplesmente não consegue nem sentir o cheiro de coentro — uma famosa erva aromática utilizada na culinária —, a explicação para isso pode ser a sua herança genética.

Segundo a publicação, um levantamento realizado recentemente apontou que 21% da população do leste da Ásia, 17% dos europeus e 14% dos africanos afirmam detestar essa erva, e um estudo genético conduzido com quase 30 mil pessoas sugere que a aversão ao coentro, na verdade, pode ter origens hereditárias.

Asco genético

Os cientistas responsáveis pela pesquisa — do laboratório especializado em estudos genéticos 23andMe — identificaram duas variáveis genéticas conectadas com a nossa percepção do coentro, sendo a mais comum delas relacionada com os sentidos do olfato e do paladar.

A chave do mistério, ou melhor, da aversão parece ser um gene chamado OR6A2, responsável por um receptor que nos torna mais sensíveis aos compostos químicos que dão ao coentro seu sabor característico. Portanto, agora você tem uma excelente desculpa para poder escapar de comer alguns alimentos que você não gosta muito: “É feito com coentro? Desculpe, sofro de aversão genética!”.

Fontes: Nature, Cornell University e 23andMe