(Fonte da imagem: Reprodução/Wikipedia)

Se algum dia você decidir se preparar para um holocausto nuclear, um item que você pode incluir na lista sem medo de que acabe sendo completamente alterado durante o evento é a cerveja! Afinal, se você sobreviver, vai querer brindar a isso, não é mesmo?

A boa notícia foi divulgada pelo blog The Nuclear Secrecy que, de alguma forma, conseguiu pôr as mãos nos relatórios referentes a 14 testes nucleares — batizados de Operation TEAPOT — levados a cabo na década de 50 no estado de Nevada, nos Estados Unidos.

Segundo o blog, os testes incluíram diversos alimentos e bebidas, que foram posicionados a diferentes distâncias — variando de 300 metros a 1,5 quilômetro — e submetidos a explosões entre 20 e 30 quilotoneladas. De acordo com os relatórios, após os testes as cervejas continuaram “bebíveis”, podendo ser consumidas de forma relativamente segura para uso de emergência. Será que o brinde pode ser considerado como uso de emergência?

Fonte: The Nuclear Secrecy