Dicas de Viagem: Roma

Dicas de Viagem: Roma

Equipe MegaCurioso
Último Vídeo

Para terminar nossa viagem, meu namorado e eu passamos pegamos um trem em Florença e fomos passar três dias em Roma.

Assim como o caso de Paris, os pontos turísticos aqui não precisam de muita apresentação, então este post tem com intuito dar umas dicas para quem está visitando a cidade pela primeira vez (igual à gente!).

Coliseu (Fonte: Andreas Tille/Wikimedia)

Roma é linda. Gostei de todas as cidades, mas Roma tem uma carga histórica incrível, ainda mais para quem estuda Letras, como eu, e ouviu falar muito na Roma Antiga. Entrar no Coliseu foi um dos momentos mais emocionantes da nossa viagem.

Onde ficar

Encontrar um hotel do tipo BBB em Roma não foi tão difícil. Sempre seguindo o princípio de boa localização, limpeza e preço que caiba numa viagem com orçamento não muito folgado, optamos pelo Hotel Argentina.

Fontana di Trevi (Fonte: RaBoe/Wikimedia)

O hotel fica bem próximo à Estação Termini (aonde chegam os trens de outras cidades e de onde parte uma das linhas do metrô), tanto que nem precisamos pegar táxi para nos locomover. Tudo bem que tivemos que arrastar as malas por umas duas quadras, mas sobrevivemos.

Desse hotel, fomos a pé a todos os pontos turísticos, com exceção do Vaticano (mas voltamos andando de lá!). Ficaria ali de novo sem pensar duas vezes.

Onde comer

Claro que em Roma existem muitos restaurantes de chefs famosos, com a mais legítima culinária italiana, mas já sabemos que não estamos falando de uma viagem com fins puramente gastronômicos, então foi necessária uma certa "seletividade" na hora de escolher onde comer.

Com indicação do meu irmão, meu namorado e eu conhecemos o La Base, um restaurante temático cheio de referências à música internacional e aos atores italianos, com bustos e quadros das personalidades espalhados por todo o lugar. Os preços eram acessíveis e as porções eram generosas.

Restaurante La Base (Fonte: La Base)

De qualquer forma, restaurante é o que mais existe em Roma, então fome você não vai passar. O que você não pode deixar de fazer é tomar o máximo de sorvetes possível, principalmente na gelateria Blue Ice.

Dicas para os pontos turísticos

Coliseu e Ruínas

O Coliseu não tem muito segredo: é lindo e imponente! O ingresso dá direito a visitar também as Ruínas da Roma Antiga, em meio aos ciprestes e com vista para as Sete Colinas. No caso das Ruínas, minha dica é ir logo para o Fórum Romano: nós fomos para o outro lado e tivemos que fotografar o Fórum rapidinho porque o parque estava fechando.

Nós no Coliseu ? (Fonte: Arquivo Pessoal)

Fontana di Trevi

Não me canso de dizer que tudo em Roma é lindo, e com a Fontana di Trevi não é diferente. Pelas minhas contas, fomos CINCO vezes a esse lugar em três dias, de tão bonito que é. Afinal, já que estávamos em Roma, não custava desviar algumas ruas para ver a Fontana di Trevi mais uma vez, né?

Visite durante o dia, para ver os detalhes, e durante a noite também, para ver a iluminação maravilhosa. Não deixe de tomar sorvete ao redor da fonte e de jogar uma moeda nela para garantir a volta a Roma.

Vaticano

Dividimos os passeios no Vaticano em dois dias: no primeiro, visitamos a Basílica de São Pedro e, no segundo, o Museu do Vaticano, onde fica a Capela Sistina.

A entrada na Basílica é gratuita, mas é preciso observar os cuidados com o vestuário por ser um local sagrado. Para conhecer o Tesouro da Basílica é preciso comprar o ingresso, mas vale a pena para ver o relicário com um suposto dedo (!) de São Pedro. Tem fila para entrar na igreja, mas ela anda rápido.

Cúpula da Basílica de São Pedro (Fonte: NormanB/Wikimedia)

O Museu do Vaticano é enorme e é melhor ir com tempo. A gente até tentou chegar cedo, mas, por ser o último domingo do mês, a entrada era gratuita e a fila era imensa, de várias quadras. Havia um monte de guias que ofereciam uma entrada mais rápida, mas eles cobravam 25 euros por pessoa (sendo que a entrada nos dias normais custa 15), então resolvemos esperar na fila mesmo.

Conseguimos entrar no Museu e ver muitas obras, incluindo a Capela Sistina, mas teve que ser tudo muito rápido e sempre tentando abstrair da multidão ao nosso redor. Teríamos aproveitado mais se tivéssemos chegado mais cedo, mas gostamos mesmo assim.

Igreja Santa Maria della Concezione dei Cappuccini

Aqui está o legítimo caveirismo em Roma. Para quem gosta de pontos turísticos um pouco mais “sombrios” e não tão famosos, é um prato-cheio: nesta igreja existe uma cripta onde os freis capuchinhos construíram cinco mosaicos com... Ossos humanos! É uma obra de arte bastante macabra mas muito interessante, sendo que alguns esqueletos estão usando os hábitos tradicionais dos franciscanos.

Moisaco feito com ossos humanos. (Fonte: Wikimedia)

A Igreja Santa Maria della Concezione dei Cappuccini fica na Via Veneto, perto da Piazza Barberini.

Outros locais

Não deixe de visitar também o Panteão, o Castelo de Sant’Angelo e a Boca della Veritá e de passear pela Via del Corso. Veja a galeria de fotos abaixo!

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.