Dieta líquida pode afastar obesidade e reverter diabetes
01
Compartilhamento

Dieta líquida pode afastar obesidade e reverter diabetes

Equipe MegaCurioso

Crédito: Thinkstock

Quem luta contra a balança já deve ter apostado na dieta líquida por algum período. Nela, o desafio é substituir pelo menos uma refeição por um shake nutritivo, porém com menos calorias. Apesar de muitas pessoas conseguirem bons resultados com o método, os nutricionistas não costumam indicá-la por acreditar que a perda de peso rápida poderia ser ruim, já que não representaria uma reeducação alimentar efetiva.

Porém, uma nova pesquisa realizada pela Universidade de Gasglow com o apoio do governo escocês pode motivar os especialistas a olhar a dieta líquida de forma mais positiva. Isso porque os estudiosos escoceses descobriram que ela pode ser uma poderosa aliada não apenas contra os quilinhos a mais, mas também a problemas de saúde pública, como a obesidade e a diabetes do tipo dois.

Leia também:

De acordo com as informações divulgadas pelo Daily Mail na última quinzena, os 90 voluntários do programa apoiado pelo governo foram submetidos a uma dieta líquida de 800 calorias por dia durante três meses. As refeições variavam entre doces e salgadas, mas sempre na forma líquida.

Em entrevista ao jornal britânico, a enfermeira Mahri Swanson, que auxiliou os pacientes durante o período, afirmou que muitos ficaram em choque com o cardápio nos primeiros dias. Alguns ficaram realmente com fome no começo, já que estavam acostumados a consumir até 4.000 calorias por dia. No entanto, segundo ela, a adaptação foi rápida e dentro de uma semana, a maioria dos voluntários já estava bem em relação às refeições líquidas.

Ao fim dos três meses, aproximadamente 30% dos participantes deixaram para trás entre 15 e 20 quilos, sendo que a perda de peso foi mantida durante o ano seguinte, graças a práticas saudáveis. Além de afastar a obesidade, os pacientes tiveram melhoras em dores no corpo causadas pelo sobrepeso e, entre aqueles com diabetes do tipo dois, alguns puderam diminuir sua medicação.

Crédito: Thinkstock

Exemplo de sucesso

Um dos exemplos mais expressivos entre os voluntários é o do taxista escocês James Aitken, de 60 anos. Antes da pesquisa, ele pesava 165 quilos tendo apenas 1,67 m de altura. Com IMC 56, ele era considerado obeso mórbido e já sofria na rotina os problemas do sobrepeso, como dores no joelho, dificuldades para exercer a profissão e outras atividades simples, como passear com o cachorro e brincar com o neto pequeno. Ele também passou a injetar insulina para conseguir manter sua diabetes sobre controle.

Ao final do estudo, ele emagreceu 38 quilos, atingindo um IMC de 43,5, e manteve o peso no ano seguinte com a ajuda de uma dieta equilibrada e visitas à academia. As dores do joelho suavizaram e ele conseguiu reduzir significativamente a quantidade de medicamentos para a diabetes.

Shake contra o colesterol

Vale ressaltar que essa não é a primeira vez que a dieta líquida se mostra eficaz em pesquisas. Um estudo dinamarquês publicado em 2011 no European Journal of Clinical Nutrition concluiu que substituir as refeições por shakes é seguro e dá resultados. Além de levar à diminuição do peso corporal, os pesquisadores notaram que ela diminui também os níveis de colesterol ruim e até alguns sintomas da asma.

Porém, é recomendado sempre fazer programas de restrição alimentar com acompanhamento profissional para garantir uma perda de peso que não prejudique a sua saúde.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.