Veja fotos da maior catástrofe vulcânica do século 20
56
Compartilhamentos

Veja fotos da maior catástrofe vulcânica do século 20

Último Vídeo

No começo de 1902, os moradores da ilha caribenha da Martinica começaram a sentir vários pequenos tremores de terra. De St. Pierre, a maior cidade de lá, na época, era possível vislumbrar fumaça saindo do Monte Pelée. Só que esse vulcão costumava fazer isso com certa frequência, por isso ninguém realmente se preocupou.

Até que na manhã do dia 8 de maio, uma quinta-feira, na qual se comemorava a data cristã da ascensão de Jesus Cristo aos céus, a catástrofe aconteceu: o vulcão Pelée explodiu e dizimou a cidade de St. Pierre. Primeiramente, um fluxo piroclástico de nuvem e gás, com temperatura de 300 graus Celsius, e depois uma avalanche de lava com mais de mil graus acabou de destruir o local.

A destruição foi extremamente rápida! Acredita-se que praticamente todo mundo morreu já com o fluxo piroclástico, praticamente cozidas pelo calor e sem tempo de sentir dor. Isso deve ter acontecido em menos de 60 segundos após a explosão do Pelée.

Monte Pelée nos dias de hoje

Milagrosamente, três pessoas sobreviveram a essa catástrofe, que dizimou os cerca de 30 mil habitantes da cidade. Uma garota, chamada Havivra Da Ifrile, conseguiu se enfiar em um barco e se esconder em uma caverna até ser resgatada. Um homem chamado Léon Compère-Léandre conseguiu pular no oceano, que estava com a água quase fervendo, e também sobreviveu, mesmo que cheio de queimaduras pelo corpo todo!

O último sobrevivente foi o criminoso Louis-Auguste Cyparis, que estava trancado em uma cela solitária e ficou quase imune ao calor intenso e ao incêndio que devastou St. Pierre. Ele sofreu algumas queimaduras, mas foi resgatado depois de quatro dias.

Confira uma galeria de imagens dessa que foi a maior catástrofe vulcânica do século passado:

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.