Seja o primeiro a compartilhar

Polos de inacessibilidade: conheça os lugares realmente no “meio do nada”

Os polos de inacessibilidades são os lugares mais remotos da Terra, isto é, os mais distantes da costa. Cada continente possui o seu, sendo que o polo de inacessibilidade da Antártica, por exemplo, não fica exatamente no polo sul magnético.

Confira quais são esses pontos:

1. Polo norte de inacessibilidade

Coordenadas: 85 ° 48'N 176 ° 9'W

Esse ponto fica no meio do oceano Ártico, distante exatamente 1008 km das ilhas Ellesmere, Komsomolets e Genriyetta. Curiosamente, ninguém nunca chegou lá, e a última tentativa ocorreu em 2006.

Polo de inacessibilidade

2. Polo sul de inacessibilidade

Coordenadas: 82 ° 53'14 "S 55 ° 4'30" E

A coordenada exata não é sabida, já que o tamanho do continente vive mudando, porém foi estipulado internacionalmente – ao menos por enquanto – que o tal ponto fica na antiga base de pesquisa soviética, hoje abandonada e parcialmente soterrada pela neve. Agora, só um busto de Lenin destoa da paisagem branca.

Polo de inacessibilidade

3. Polo oceânico de inacessibilidade

Coordenadas: 48 ° 52.6'S 123 ° 23.6'W

Chamado de Ponto Nemo em homenagem ao personagem do livro “Vinte Mil Léguas Submarinas”, de Júlio Verne, o ponto oceânico mais extremo está localizado no Pacífico a exatamente 2688 km da Ilha Ducie, uma desabitada (por humanos) porçãozinha de terra pertencente às Ilhas Pitcairn, oficialmente território britânico.

Polo de inacessibilidade

4. Polo de inacessibilidade da Eurásia

Coordenadas: 46 ° 17'N 86 ° 40'E

Localizado na China, este ponto fica a 2645 km do mar. Ele fica perto da fronteira com o Cazaquistão, a aproximadamente 320 km ao norte da cidade de Ürümqi. Porém, esse ponto está em xeque, já que não consideraria o Golfo de Ob, que “entra” até mil quilômetros adentro do continente através da Sibéria. Ainda assim, o outro possível ponto ficaria a 2510 km do mar, ainda na China.

Polo de inacessibilidade

5. Polo de inacessibilidade da América do Norte

Coordenadas: 43,36 ° N 101,97 ° W

A apenas 11 km ao norte da cidade de Allen, na Dakota do Sul, nos EUA, está o ponto mais remoto da América do Norte. É preciso viajar exatamente 1650 km para chegar ao mar. O ponto exato fica em um barranco dentro de terras da tribo Oglala Sioux, mas ninguém mora perto dele.

Polo de inacessibilidade

6. Polo de inacessibilidade da América do Sul

Coordenadas: 14,05 ° S 56,85 ° W

A 44 km da cidade de Arenápolis, no Mato Grosso, está o ponto mais longe da costa do continente sul-americano: são 1512 km até o mar! Ele fica dentro de uma floresta, e seu acesso não é dos mais fáceis. Também é necessário um GPS para chegar ao local exato, que não possui nenhuma marcação.

Polo de inacessibilidade

7. Polo de inacessibilidade da África

Coordenadas: 5,65 ° N 26,17 ° E

Pertíssimo da tríplice fronteira entre a República Centro-Africana, a República Democrática do Congo e o Sudão, o ponto mais extremo da África fica a 1814 km da costa mais próxima. Ele fica no meio de um terreno tropical montanhoso e de difícil acesso. Além disso, essa distância do mar é um dos motivos do baixíssimo desenvolvimento desses três países.

Polo de inacessibilidade

8. Polo de inacessibilidade da Austrália

Coordenadas: 23,17 ° S 132,27 ° E 

Este é provavelmente o polo de inacessibilidade mais fácil de ser alcançado, já que fica a “apenas” 920 km do oceano mais próximo. Ele também está a 30 km da cidade de Papunya, e é possível chegar até lá de carro, através de uma estradinha de terra.

Polo de inacessibilidade

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.

Comentários

Você já percebeu que passamos por algumas mudanças por aqui, né? Uma delas é melhorar também o nosso campo de comentários - e nada melhor do que você, nosso leitor, para nos ajudar e garantir que a gente esteja no caminho certo. Substituímos temporariamente nossos comentários por uma pesquisa rápida para implementarmos mais uma melhoria. Como você acredita que nossa interação pode ser mais próxima aqui?

CLIQUE AQUI PARA RESPONDER