Teoria defende que estamos vivendo dentro de um buraco negro
1.574
Compartilhamentos

Teoria defende que estamos vivendo dentro de um buraco negro

Último Vídeo

Falar sobre o Big Bang não é nenhuma novidade. A maior parte da comunidade científica concorda que o Universo teve início em um quente e denso ponto infinitesimal, conhecido como singularidade. Coincidentemente, um buraco negro também possui como base essa definição, abrindo possibilidades para que alguns físicos acreditem que eles podem ser a origem de novos universos.

Mistérios da criação

A teoria mais aceita sobre buracos negros diz que eles são formados a partir da morte de uma estrela maciça, que após um colapso gravitacional acaba com sua massa concentrada em um ponto infinitesimal, de onde nem mesmo a luz consegue escapar. Não se sabe exatamente o que existe dentro do buraco, mas os limites que configuram a existência de um são conhecidos como horizonte de eventos.

Esse limite define onde não seria mais possível se livrar das forças de atração geradas pelo buraco. Como ele também absorve a luz, forma-se uma região opaca, que não permite a visualização do centro, no caso a singularidade. É importante ressaltar que, quando matéria cai em um buraco, ela é atraída rapidamente, mas conforme se aproxima do centro sua velocidade diminui cada vez mais.

Voltando ao Big Bang, durante o primeiro trilionésimo de segundo após a explosão, o Universo se expandiu incrivelmente rápido, mas com o tempo essa velocidade foi diminuindo. Não exatamente da mesma forma, mas esse processo não se assemelha bastante com o horizonte de eventos de um buraco negro?

Variação de dimensões

Um buraco negro, no nosso Universo, possui três dimensões, mas o horizonte de eventos dele possui somente duas. Ou seja, se nosso Universo realmente for um horizonte de eventos, ele teria de ser gerado por um buraco negro existente em outro Universo, com quatro dimensões.

Não possuímos capacidade de calcular o que acontece na singularidade, pois as leis da física, como as conhecemos, se limitam ao início do horizonte de eventos. Quando a matéria é absorvida por um buraco negro, o horizonte de eventos codifica essa informação.

Podemos imaginar que ele existe em linha com o horizonte de eventos, com sua área possuindo o tamanho necessário para conter toda a matéria que caiu nele desde sua formação, e isso poderia ser o nosso próprio Universo.

Apesar de a ideia parecer ter sido bolada no roteiro de um filme de ficção científica, foram pesquisadores da Universidade de Waterloo que levantaram essa possibilidade em 2014. De acordo com o The Perimeter Institute, um dos grandes problemas com a teoria mais aceita é que “a hipótese do big bang mostra nosso universo relativamente compreensível, uniforme e previsível surgindo da insanidade destruidora da física de uma singularidade. Parece improvável”.

De forma extremamente simplificada, viveríamos em um universo que existe dentro de um buraco negro. Isso implicaria que, dentro dos buracos negros que conhecemos, existissem outros universos, e assim por diante. Enquanto não conseguirmos aprender mais sobre essas incríveis regiões do espaço, teorias como essa continuam sendo uma possibilidade real. E a grande questão é: como seriam esses outros universos?

***

Você conhece a newsletter do Mega Curioso? Semanalmente, produzimos um conteúdo exclusivo para os amantes das maiores curiosidades e bizarrices deste mundão afora! Cadastre seu email e não perca mais essa forma de mantermos contato!

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.