Esta criatura bizarra é um girino gigante descoberto acidentalmente nos EUA
291
Compartilhamentos

Esta criatura bizarra é um girino gigante descoberto acidentalmente nos EUA

Último Vídeo

Apesar de a criatura da imagem acima parecer um peixe, na realidade, se trata de um baita girino encontrado em uma lagoa rasa do Arizona. Sim, caro leitor, o que você acabou de ver — e pode ver novamente a seguir — é o filhote de um sapo! Será que os “pais” da “criança” eram grandes? De acordo com Mindy Weisberger, do site Live Science, o anfíbio pertence à espécie Lithobates catesbeianus, nativa da América do Norte, e os indivíduos adultos podem chegar a medir por volta de 20 centímetros de comprimento e bater entre 1 e 1,5 quilo na balança.

Filhotão

Conhecidos popularmente como rãs-touro-americanas, esses animais — que são, sim, bem grandalhões — geralmente produzem girinos impressionantes, quando comparados com os “filhotes” de outras espécies. No entanto, nada se compara a “Golias”, a criatura encontrada no Arizona! Com cerca do dobro do tamanho de uma latinha de refrigerante, o girinão foi achado em meados de junho, enquanto um grupo de biólogos capturava as rãs-touro — uma vez que elas são uma espécie invasiva na região.

E qual é a do girino? Segundo Mindy, os pesquisadores acreditam que ele possa sofrer de algum desequilíbrio hormonal — que por sua vez, seria o responsável por fazer com que Goliás cresça mais do que o normal. Aliás, se esse for mesmo o caso, os pesquisadores pensam que a condição não permitirá que o girino conclua a metamorfose e se “transforme” em sapo (ou rã-touro), e que ele pode continuar crescendo.

Por um lado, isso é bastante ruim para Golias, já que, ao não concluir o processo natural pelo qual esses anfíbios passam e continuar aumentando de tamanho, seu sistema cardiorrespiratório terá problemas para se manter trabalhando de forma eficiente. Contudo, por ser grandalhão, o girinão poderá capturar mais alimentos do que seus “irmãos” menores.

De momento, os biólogos levaram Golias a um laboratório e devem conduzir uma porção de estudos e levantamentos para descobrir o que está provocando o supercrescimento do bicho, e os resultados serão publicados em um estudo.

***

Você conhece a newsletter do Mega Curioso? Semanalmente, produzimos um conteúdo exclusivo para os amantes das maiores curiosidades e bizarrices deste mundão afora! Cadastre seu email e não perca mais essa forma de mantermos contato!

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.