Mistério ou turismo? Conheça os Mima Mounds, fenômeno ainda sem explicação
01
Compartilhamento

Mistério ou turismo? Conheça os Mima Mounds, fenômeno ainda sem explicação

Último Vídeo

Quem mora ou visita a cidade Olympia, em Washington (EUA), tem uma vista bem diferente. Quem for para o sul, encontrará, entre as áreas de preservação, uma paisagem composta por pequenos montes cobertos de grama que se estendem por centenas de quilômetros e são chamados de Mima Mounds, em inglês. Basicamente, pode-se dizer que é um grande campo de plástico bolha natural, coberto de pequenas flores que lembram um cenário paradisíaco.

A questão que cerca o local, no entanto, é sobre o surgimento desses montes. Desde a época das grandes navegações, existem lendas e hipóteses para explicar a formação dos Mima Mounds, mas ninguém ainda conseguiu acertar na mosca.

Em 1841, à primeira vista o explorador Charles Wilkes imaginou que fossem antigos túmulos indígenas, mas, quando ordenou que seus homens escavassem a área, todos tiveram uma surpresa. Apesar do tamanho dos montes  cerca de 2 metros de altura e 9 metros de largura —, não havia ossos nem sinais de qualquer outra presença humana, apenas muitas pedras redondas. 

Já para os nativos americanos, a lenda que explica o fenômeno é bem mais criativa. Segundo eles, uma estrela cadente teria passado sobre a região, derrubando as pedras que depois foram cobertas, resultando no efeito de “bolhas” sob o solo. Contudo, há quem diga que foram os alienígenas que fizeram o serviço; por que não? 

Obra da natureza

Voltando aos fatos e às hipóteses científicas, de acordo com o Departamento de Recursos Naturais (DNR) do estado de Washington, o solo dos Mima Mounds teriam se formado logo após a era glacial que cobriu a Terra cerca de 2 milhões de anos atrás. Quando as geleiras começaram a recuar, o gelo derreteu e acabou acumulando cascalho e pedras pela região. A teoria faz sentido, especialmente devido à localização geográfica dos montes.

Outras hipóteses apontam que eles surgiram por meio de ondas de choque de terremotos, inundações ou escoamento das próprias geleiras, o que explicaria as “lombadas” no solo.

Acredita-se, também, que possam ser o resultado da quebra do solo congelado em formas multifacetadas no final da era glacial. Isso teria permitido que o gelo penetrasse nas rachaduras e deixasse o solo amontoado quando derreteu. Apesar da explicação para a formação do solo, a origem dos montes ainda não convence os cientistas.

Outra opção, com vários adeptos  incluindo Walter Dalquest, professor da Universidade de Washington, e o biólogo Victor Scheffer —, é que a culpa é dos esquilos e das marmotas. Eles publicaram no Journal of Geology, em 1942, que foram os animais, famosos por escavar túneis subterrâneos, os arquitetos dos Mimas Mounds.

Segundo essa teoria, após o degelo da era glacial, a vegetação começou a crescer na área e atraiu os roedores. Esses animais, então, começaram a cavar túneis, mas logo teriam encontrado restos e materiais acumulados debaixo do solo, que organizaram em montes para poder facilitar o trabalho.

Dúvidas à parte, o que se sabe é que o local com certeza vale a visita. Vai que, entre um passeio e outro, você acaba matando a charada da origem dos Mima Mounds!

***

Você conhece a newsletter do Mega Curioso? Semanalmente, produzimos um conteúdo exclusivo para os amantes das maiores curiosidades e bizarrices deste mundão afora! Cadastre seu email e não perca mais essa forma de mantermos contato!

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.