Conheça 10 dos mais bonitos beija-flores que existem nas Américas
161
Compartilhamentos

Conheça 10 dos mais bonitos beija-flores que existem nas Américas

Último Vídeo

Observar um beija-flor se alimentando é algo incrível. A forma como ele posiciona seu bico em uma flor ou alimentador e se mantém parado no ar enquanto bate suas asas rapidamente nos faz pensar como a natureza é incrível.

O Brasil abriga aproximadamente 80 espécies desse animal, mas, apesar de esse parecer um número considerável, não se compara aos 120 diferentes tipos que vivem no Equador. O país oferece condições ideais para esses pássaros, que podem ser encontrados nos mais diversos locais, seja próximo a geleiras ou nas grandes cidades. Abaixo separamos uma lista com 10 espécies encontradas por lá:

1. Hillstar-de-garganta-azul (Oreotrochilus cyanolaemus)

Vivendo em áreas áridas do país e a 3.350 metros acima do nível do mar, essa espécie se adaptou à região minimizando o tempo em que se mantém parada no ar e passando por períodos de hibernação. Suas patas maiores do que o normal facilitam o deslocamento entre galhos de árvores e tornam possível até mesmo que eles se pendurem de cabeça para baixo em busca de néctar.

2.  Beija-flor-azul-de-rabo-branco (Florisuga mellivora)

Essa espécie é encontrada facilmente no topo de árvores em florestas úmidas, mas já foi registrada também vivendo em plantações de café e cacau. A diferenciação entre machos e fêmeas é bem sútil: elas apresentam bicos maiores e asas mais curtas. Essas aves defendem de forma agressiva seu território, principalmente onde existe uma grande oferta de néctar.

3. Sylph-de-cauda-violeta (Aglaiocercus coelestis)

Famosa por sua longa cauda, essa espécie costuma se alimentar perto do chão, percorrendo um circuito entre algumas plantas várias vezes. Vivendo basicamente a uma altitude de 1 mil metros acima do nível do mar, podem migrar de acordo com a época do ano. Apesar de passarem o ano todo construindo ninhos, se reproduzem apenas em épocas específicas, utilizando as estruturas como abrigo nos outros períodos.

4. Puffleg-safira (Eriocnemis luciani)

As patas dessa espécie possuem uma cobertura característica, causando a impressão de que estão usando algo semelhante a polainas. Eles costumam se alimentar de flores pequenas e raramente fazem isso como um beija-flor comum, pois em geral se empoleiram. Habitando regiões montanhosas, estão distribuídos pelo Equador e por países vizinhos de forma localizada.

5. Thorntail-de-crista (Discosura popelairii)

É difícil não prestar atenção no macho dessa espécie, que apresenta uma crista grossa na cabeça e uma longa cauda. Eles se mantêm na copa das árvores de florestas úmidas, posando para fotos de observadores de pássaros.

6. Beija-flor-marrom (Colibri delphinae)

Sua aparência discreta, com a predominância de penas marrons e apenas alguns pontos coloridos no corpo, é compensada pelo som áspero e agudo que produz durante o período de acasalamento. Vivendo em florestas tropicais ou plantações de café, se alimentam de pequenos insetos que pegam no ar, além do néctar.

7. Eremita-branco (Phaethornis yaruqui)

Essa é outra espécie conhecida por seu canto, que você pode ouvir clicando aqui. Não existe nada de especial nele, mas eles costumam emitir o som enquanto procuram alimento. Durante o período de acasalamento, os machos se reúnem em grupo e aumentam a frequência do som, com o intuito de atrair as fêmeas.

8. Beija-flor-de-peito-castanho (Boissonneaua matthewsii)

Sua coloração parcialmente avermelhada faz com que seja facilmente reconhecido no meio da floresta. Para o padrão dos beija-flores, ele é considerado pesado e se caracteriza por manter as asas esticadas por 1 segundo ou 2 após pousar em um galho.

9. Thalurania-coroado (Thalurania colombica)

Essa espécie está presente em uma grande área entre o Equador e a América Central. Existem quatro subespécies, três das quais possuem a garganta verde e a barriga azul, enquanto a outra é totalmente verde.

10. Sunangel-de-garganta-ametista (Heliangelus amethysticollis)

Essa espécie também está subdividida, com três tipos vivendo perto dos Andes, na Colômbia e na Venezuela e outras três no Equador e na Bolívia. Todas as seis preferem regiões de florestas, próximas a locais montanhosos.

***

Você conhece a newsletter do Mega Curioso? Semanalmente, produzimos um conteúdo exclusivo para os amantes das maiores curiosidades e bizarrices deste mundão afora! Cadastre seu email e não perca mais essa forma de mantermos contato!

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.