6 raças fofinhas de cães que não são ideais para quem tem crianças
154
Compartilhamentos

6 raças fofinhas de cães que não são ideais para quem tem crianças

Último Vídeo

A gente aqui no Mega é super a favor da adoção de animais. Os abrigos estão abarrotados de vira-latinhas felinos ou caninos que serão eternamente gratos e dispostos a retribuir o carinho recebido. Mesmo assim, reconhecemos que muita gente ainda prefere comprar algum animal que tenha raça e pedigree.

No caso dos cachorros, é importante saber que cada raça possui um padrão comportamental diferente. Assim, algumas são ótimas para apartamentos pequenos, outras preferem lugares espaçosos e por aí vai. Também é primordial saber como as raças vão se comportar com visitas ou com crianças – algumas não são fãs dos pimpolhos.

Por isso, confira 5 raças fofinhas de cães que costumam não se dar muito bem com crianças:

1. Akita

Com a história do Hachiko, que esperava seu dono voltar do trabalho na estação de trem, muita gente foi correndo adquirir um Akita, porém, apesar de essa raça ser linda e fofa, nem sempre pode ser a melhor opção para quem tem crianças pequenas. Esses cães são bastante fiéis aos donos, independente da idade, mas costumam ser mais agressivos com pessoas estranhas, mesmo se forem crianças.

akita

2. Dálmata

O desenho “101 Dálmatas” faz com que inúmeras crianças sonhem em ter um cãozinho pintado, mas é importante saber que eles são hiperativos. Assim, eles podem acabar machucando as crianças durante alguma brincadeira – dificilmente farão isso de propósito. É importante que o dálmata seja adestrado para poder ficar sozinho com uma criança sem o risco de acabar em choro.

dalmata

3. Dobermann

Essa raça costuma ser indicada para famílias com crianças pequenas, já que ela costuma ser bastante protetora. Porém, ainda assim é preciso ter cuidado: normalmente os dobermanns veem os pequenos como seres a serem protegidos, não necessariamente respeitados. Além disso, saiba a procedência do cão, pois ele pode ter sido criado para ser cão de guarda e acabar tendo um comportamento mais violento – principalmente em canis de fundo de quintal.

doberman

4. Husky

O cão dos olhos azuis faz o maior sucesso pela beleza – e ele parece saber disso. Essa raça é muito carinhosa e dificilmente ataca os humanos, mas costuma ser extremamente dependente e carente, além de ter muita energia e ser muito brincalhona. Assim, tal como os dobermanns, acidentes podem acontecer porque o husky não tem noção de seu tamanho e pensa que sempre é um filhotinho.

husky

5. Chihuahua

Os chihuahuas costumam ter noção do próprio tamanho, por isso não costumam atacar crianças. Porém, eles podem encarar bebês como um brinquedo e não como um ser vivo – e isso pode ser perigoso. Outro detalhe é que os chihuahuas são muito apegados aos donos, tendo um ciúme bem aflorado. Se uma criança tentar “roubar a atenção”, ela poderá acabar mordida.

chihuahua

6. Pequinês

Essa é uma raça pequena, como o próprio nome já diz, que costuma achar que é o centro do universo – é sério! Assim, os pequineses não costumam gostar de crianças barulhentas ou que tentam o tempo todo abraçar e apertar. Caso não sejam treinados, eles inclusive podem atacar os pequenos donos.

pequines

***

Lembrando que essas são características mais comuns, mas nada impede que você tenha cães dessas raças que sejam extremamente carinhosos e atenciosos com seus filhos. Tudo é uma questão de treinamento, adaptação e convívio, com todos conhecendo os limites que o animal suporta.

***

Você conhece a newsletter do Mega Curioso? Semanalmente, produzimos um conteúdo exclusivo para os amantes das maiores curiosidades e bizarrices deste mundão afora! Cadastre seu email e não perca mais essa forma de mantermos contato!

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.