Movimento de seres na Terra pode ter iniciado 2,1 bilhões de anos atrás

Movimento de seres na Terra pode ter iniciado 2,1 bilhões de anos atrás

Último Vídeo

A capacidade de se movimentar permitiu que os seres vivos se espalhassem por todos os cantos da Terra. Mesmo assim, especialistas costumavam acreditar que essa era uma habilidade relativamente nova, ainda mais se considerado o tempo de existência do Planeta.

No entanto, evidências descobertas no Gabão, país da África Central, sugerem que a locomoção acontece há pelo menos 2,1 bilhões de anos e foram apresentadas recentemente na revista científica estadunidense Proceedings of National Academy Sciences.

A sugestão tem como base traços encontrados em rochas no país africano. Com a ajuda de uma nova técnica de raio X que não tem potencial destrutivo, uma equipe internacional de pesquisadores encontrou estruturas tubulares que tinham até 6 milímetros de diâmetro e 17 centímetros de comprimento.

Esses fósseis indicam a existência de células que se uniram para criar um organismo multicelular móvel. Ao lado deles, ainda havia biofilmes microbianos que os cientistas acreditam que serviam como alimentação para o ser que tinha acabado de se formar.

A importância da descoberta

As evidências fossilizadas de mobilidade em organismos complexos tinham apenas 570 milhões de anos. Com essa descoberta, a locomoção se torna 1,5 bilhão de anos mais antiga do que o registro conhecido até então e 300 milhões de anos mais adiantada do que o surgimento do primeiro eucarionte.

“É plausível que esses organismos tenham se movido em busca de nutrientes e oxigênio produzidos por bactérias na água do mar”, explicou um dos pesquisadores responsáveis pela descoberta, Ernest Chi Fru, da Universidade de Cardiff, no Reino Unido: “Os resultados levantam uma série de questões sobre a história da vida na Terra e como e quando ela começou a se mexer”.

A rocha encontrada em Gabão oferece uma oportunidade única para a compreensão da biosfera na Era Paleoproterozoica. Com ela, é possível ter noção de como a vida conseguiu se adaptar a um ambiente marinho raso, mesmo com as transformações significativas proporcionadas pelo aparecimento de oxigênio livre na atmosfera terrestre.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.