67
Compartilhamentos

Fotógrafo captura belas imagens de pantera-negra no Quênia

Um raro exemplar de pantera-negra foi fotografado recentemente no Quênia. Para conseguir os cliques, Will Burrard-Lucas adotou armadilhas e técnicas fotográficas, tendo em mente que o belo animal se esgueira na mata durante a noite.

Em seu blogo fotógrafo britânico conta que levou alguns dias para conseguir as fotos. No começo, tudo o que ele registrou foram hienas. Em seguida, a pantera-negra apareceu. Depois, foi “substituída” por um leopardo regular. Por fim, reapareceu.

O segundo encontro com a pantera-negra permitiu que Burrard-Lucas tirasse duas fotos magníficas: uma em que a luz da lua brilha atrás do animal e outra em que ele exibe os seus belos olhos penetrantes. Depois disso, não voltaram a se encontrar.

Esse é o primeiro registro de panteras-negras na África em mais de um século. Porém, isso não significa que esses animais não sejam avistados com alguma frequência por lá; na verdade, Burrard-Lucas usou dicas de outras pessoas para ir até o Laikipia Wilderness Camp e posicionar a sua armadilha fotográfica.

Saiba mais sobre a pantera-negra

(Reprodução/Will Burrard-Lucas)

A pantera-negra não é uma espécie, ao contrário do que muitos pensam. Geralmente, são grandes felinos – como onças ou leopardos –, mas com uma mutação genética chamada melanismo, que deixa preta a sua pele. Basicamente, é o contrário do albinismo.

O exemplar registrado por Burrard-Lucas é um leopardo, que costuma ser encontrado na Ásia e na África. Mesmo quando sofrem de melanismo, esses animais têm as manchas características da espécie em sua pelagem, embora elas dificilmente apareçam em fotografias.

A coloração diferenciada das panteras-negras faz que elas tenham vantagens na Ásia, já que podem se esconder nas florestas tropicais fechadas; mas gera desvantagens na África, uma vez que os arbustos áridos são bastante reveladores.

Em seu blog, o fotógrafo também comentou que algumas pessoas expressaram preocupação com a divulgação da presença da pantera-negra, por conta da caça. “Acredito que as vantagens de promover o turismo do Quênia superam as desvantagens”, ele respondeu – “Isso traz uma receita valiosa que pode ser usada nos esforços de conservação”.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.

Comentários

Você já percebeu que passamos por algumas mudanças por aqui, né? Uma delas é melhorar também o nosso campo de comentários - e nada melhor do que você, nosso leitor, para nos ajudar e garantir que a gente esteja no caminho certo. Substituímos temporariamente nossos comentários por uma pesquisa rápida para implementarmos mais uma melhoria. Como você acredita que nossa interação pode ser mais próxima aqui?

CLIQUE AQUI PARA RESPONDER