O que Carl Sagan dizia sobre as mudanças climáticas em 1993

O que Carl Sagan dizia sobre as mudanças climáticas em 1993

Último Vídeo

Não é de hoje que estamos preocupados com o meio ambiente, porém, desde os anos 1990 houve uma grande mudança na forma como as pessoas veem essa necessidade de melhorarmos o mundo. Popularizar uma ideia, como aconteceu com as questões das mudanças climáticas, tem o seu lado bom, que é o aumento de engajamento pela causa, além mais recursos para resolver as questões.

Entretanto, também existe um lado negativo, que é a vulgarização da ideia, simplificando de forma rasa as questões ambientais para que mais e mais pessoas possam entendê-la (e aderir a ela).

(Fonte: Mert Guller/Unsplash)

A partir desta simplificação, há uma bola de neve se criando. Ativistas se engajam e fazem um movimento exacerbado pela causa, a mídia divulga, atraindo mais pessoas para o movimento, e o público aumenta. A partir deste momento, tudo vira uma guerra de egos, de quem faz mais pelo meio ambiente.

Para entender um pouco sobre isso, basta ler o que o estudioso Carl Sagan já dizia em 1993 sobre as mudanças climáticas e como isso mudou em apenas alguns anos:

“Essas mudanças profundas, todas causadas por formas de vida que tendemos a considerar 'primitivas' e, claro, por processos que descrevemos como naturais, ridicularizam os medos daqueles que pensam que os homens, com sua tecnologia, alcançaram 'o fim de a natureza'. Estamos extinguindo muitas espécies; podemos até nos destruir. Mas isso não é novidade na Terra”.

(Fonte: Wikimedia Commons)

O que Carl Sagan quer dizer com isso é que poderíamos fazer tudo o que quiséssemos pelo planeta, mas a própria “Mãe Natureza” é quem acabaria nos destruindo. Na Terra, já tivemos cinco — ou seis, há controvérsias — extinções em massa, muito antes dos seres humanos, que acabaram com toda a fauna e flora que havia.

Não se trataria apenas de poluir menos, afinal, o número de pessoas no mundo só vem crescendo e não parece haver uma probabilidade de diminuir em curto prazo. Infelizmente, não conseguiríamos tratar essa questão em apenas alguns anos.

Hoje, não temos mais Carl Sagan para iluminar nosso caminho em relação ao futuro, mas podemos ficar de olho na jovem Greta Thunberg, que possui um olhar diferenciado em relação às questões ambientais.

Você concorda com esta ideia?

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.