Bitucas de cigarro contaminam oceanos mais do que plástico

Bitucas de cigarro contaminam oceanos mais do que plástico

Último Vídeo

Um relatório publicado pela Ocean Conservancy, que fala sobre a limpeza e conservação das nossas águas, revelou que as bitucas de cigarro, que são descartadas tão displicentemente, se tornaram a maior fonte de detritos que poluem o oceano atualmente, chegando a ultrapassar materiais plásticos, como garrafas, embalagens e até sacolas.

Além disso, as toxinas que existem nas bitucas de cigarro são consumidas pelos peixes e, por fim, acabam voltando para os nossos corpos.

(Fonte: Martin Büdenbender/Pixabay)

60 milhões de cigarros retirados

A Ocean Conservacy vem, desde 1980, limpando um total de mais de 60 milhões bitucas de cigarros do mar e das praias, e o número só vem aumentando. O acetato de celulose, um tipo de plástico contido no cigarro, é bastante relevante para o meio ambiente, e tem ajudado a poluir mais.

Além disso, uma reportagem no Business Insider mostrou que, na verdade, os restos das bitucas de cigarro liberam toxinas impróprias:

“Até que os filtros comecem a se decompor, eles também liberam todos os poluentes que absorvem da fumaça, incluindo substâncias como nicotina, arsênico e chumbo. Estes, além do plástico em decomposição, são consumidos por várias criaturas do mar e, se isso não for horrível o suficiente, eles finalmente acabam em nossa própria comida.”

(Fonte: Ocean Conservancy/Divulgação)

Infelizmente, precisamos de mais regulamentações para conseguir controlar este problema. Hoje, no Brasil, houve um grande avanço, com a diminuição da distribuição de sacolas de plástico nos mercados, porém, ainda não é suficiente para conseguirmos salvar nosso mundo da poluição causada por nós mesmos.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.