Caverna de cristal continua intrigando pesquisadores

Caverna de cristal continua intrigando pesquisadores

Último Vídeo

Em Pulpí, na província de Almería, Espanha, está situado o maior geodo da Europa. Essas estruturas naturais são cavidades formadas nas rochas e, geralmente, são revestidas por incríveis e belas formações de cristal. Porém, os pesquisadores ainda não sabem explicar exatamente a origem de todo o processo, apesar de vários estudos esclarecerem alguns aspectos.

O Geodo de Pulpí foi descoberto há 20 anos. Em termos de dimensões, ele conta com 2 metros de altura, 3 de largura e 8 de comprimento. Os cristais tem até dois metros de comprimento, sendo muito transparentes como se fossem feitos de gelo.

(Fonte: ScienceAlert/Reprodução)

No trabalho mais recente para descobrir mais sobre essa formação, a equipe do pesquisador Juan Manuel García-Ruiz, tentou definir uma linha para reconstrução da história geológica do cristal da caverna.

O que se conseguiu saber foi que o selenito (cristal que recobre as paredes) se desenvolveu e se espalhou graças a grande presença de sal que vinha da dissolução da anidrita. Todo o processo de formação acontecia a uma temperatura em torno dos 20 °C.

Como o cristal da caverna estava em um profundidade relativamente pequena, as variações do clima ainda podiam ser sentidas e foram exatamente as flutuações da temperatura que impulsionaram o processo de dissolução e recristalização.

De acordo com Garcia, a idade do cristal que compõe o Geodo de Pulpí ainda é muito imprecisa, mas ela é estimada entre 2 milhões e 60.000 anos, sendo que o início da formação foi possível graças a dessecação do Mar Mediterrâneo — algo muito mais antigo, situado a 5,6 milhões de anos.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.