Força Aérea dos EUA recebe 1ª arma laser antidrone

Força Aérea dos EUA recebe 1ª arma laser antidrone

Último Vídeo

Hoje em dia não é nenhuma surpresa ver um drone sobrevoando as ruas. Se antes o equipamento era artigo de luxo e utilizado para atividades muito específicas, hoje se tornou ferramenta comum de diversas pessoas que, inclusive, trabalham com o aparelho. Se você acha que o drone é apenas um equipamento simpático capaz de captar imagens fantásticas lá do alto, está enganado. Ele pode ser usado em missões muito mais devastadoras. Não só pode como é utilizado, inclusive em ações terroristas.

Pensando nisso, a Raytheon anunciou a entrega da primeira arma laser antidrone conhecida do público para a Força Aérea dos Estados Unidos no início de outubro. De acordo com a prestadora de serviços militares, a arma será implantada em um experimento de um ano no exterior. O objetivo é treinar o uso e testar a eficácia em ambiente real.

Conhecidos na comunidade militar como UAS – sistemas aéreos não tripulados – ou Vants – veículos aéreos não tripulados – os drones estão sendo amplamente utilizados por organizações terroristas como o Estado Islâmico na última década. Apesar de a Marinha já testar desde 2017 um laser antidrone, essa é a primeira entrega pública de uma arma semelhante à Força Aérea.

Drone "abatido" após utilização de arma laser. (Fonte: Reprodução/Youtube)

A arma que “derruba drone” funciona com energia direcionada e utiliza um sensor eletro-óptico infravermelho para identificar possíveis ameaças antes de utilizar efetivamente o laser para derrubar uma aeronave que represente um perigo. O laser pode ser alimentado em uma tomada padrão de 220 volts e se estiver conectado a um gerador pode ter o “poder de fogo” potencializado.

O presidente da Raytheon Space e Airborne Systems Roy Azevedo destacou em comunicado que há cinco anos poucas pessoas se preocupavam com a ameaça de um drone, mas que agora há notícias de ataques ou incursões o tempo todo. “Nossos clientes viram isso acontecer e nos pediram para desenvolver uma capacidade de defesa contra UAS urgentemente. Fizemos exatamente isso, passando da prancheta para a entrega em menos de 24 meses”, salientou.

Embora a Raytheon ressalte ser a primeira arma antidrone entregue à Força Aérea, a utilização de lasers pelos militares americanos no campo de batalha está longe de ser novidade. Em 2003, o sistema laser ZEUS foi usado no Iraque e no Afeganistão.

Os Estados Unidos começaram a experimentar armas antidrone a partir da década de 1970.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.