NASA e Boeing estão investigando falha na Starliner

NASA e Boeing estão investigando falha na Starliner

Último Vídeo

A NASA e a Boeing estão investigando o que ocasionou a falha que obrigou as empresas a abortarem a primeira missão da CST-100 Starliner. A cápsula, que deveria chegar à Estação Espacial Internacional, apresentou uma falha no cronômetro, obrigando a NASA a trazer a Starliner de volta à Terra.

Agora, ambas as empresas irão trabalhar juntas para procurar por respostas sobre o que causou a falha. O erro no cronômetro fez com que a Starliner gastasse mais combustível, o que a deixaria sem condições de fazer sua viagem completa de volta. Apesar do problema, o administrador da NASA, Jim Bridenstine, afirmou que se houvesse astronautas a bordo, a falha poderia ter sido corrigida.

CST-100 Starliner após retornar à Terra (Fonte: NASA/Divulgação)
CST-100 Starliner após retornar à Terra (Fonte: NASA/Divulgação)

Agora, equipes da NASA e da Boeing irão analisar o que fez com que o cronômetro da cápsula ficasse dessincronizado com o software, além de outros aspectos sobre o desempenho da Starliner. Mesmo que o risco pudesse ser controlado, a situação poderia colocar em risco a vida dos astronautas.

O sucesso da cápsula é de enorme importância, tanto para a NASA quanto para o Programa Espacial dos Estados Unidos. Desde 2011, quando os ônibus espaciais foram aposentados, a NASA depende da Rússia para levar seus astronautas ao espaço. Além da Boeing, a SpaceX também está trabalhando para trazer de volta a independência norte-americana.

A NASA ainda não oficializou como fica a situação da Starliner, mas é provável que exija mais alguns testes da Boeing, antes de dar início aos voos com tripulação. Não há uma previsão de quando a cápsula deve receber a autorização final da NASA.

NASA e Boeing estão investigando falha na Starliner via TecMundo

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.