Cuidadores usam roupa listrada para ganhar confiança de zebra bebê

Cuidadores usam roupa listrada para ganhar confiança de zebra bebê

Último Vídeo

No dia 12 deste mês, a Fundação Sheldrick Wildlife Trust, que opera um programa de resgate e reabilitação de elefantes órfãos no Quênia, divulgou em sua página oficial do Facebook que resgatou uma zebra bebê que recebeu o nome de Diria. A instituição explicou que, infelizmente, ela perdeu a mãe depois de um ataque de leões. No entanto, o que mais chamou a atenção na notícia sobre a Diria foram as roupas dos cuidadores, que são listradas como as zebras — por um motivo muito especial.

Fonte: Sheldrick Wildlife Trust/Reprodução(Fonte: Sheldrick Wildlife Trust/Reprodução)

O representante do abrigo, Aime, explicou ao portal Bored Panda que "os filhotes de zebras precisam ser capazes de reconhecer sua mãe desde o nascimento para sobreviver. Nossos guardiões usam um casaco listrado feito especialmente para que o bebê os reconheça como sua 'mãe', independentemente de quem o esteja usando".

Por que usar roupas listradas para cuidar do bebê zebra?

O representante do Sheldrick Wildlife Trust explicou ao Bored Panda que "para ensinar sobre suas suas listras, uma mãe zebra geralmente separa a si mesma e seu bebê do rebanho para que ele possa a reconhecer e seguir. Assim que o filhote puder identificar sua mãe, a dupla retorna ao grupo".

Fonte: Sheldrick Wildlife Trust/Reprodução(Fonte: Sheldrick Wildlife Trust/Reprodução)

“Na natureza, os potros são criados apenas pela mãe, mas em nossa unidade de reintegração não é prático que uma única pessoa cuide de um deles se sair em férias anualmente. Portanto, para evitar essa impressão frágil do recém-nascido em uma pessoa, nossos guardiões usam um casaco listrado feito especialmente para que Diria os reconheça como sua 'mãe', independentemente de quem o esteja usando. Uma equipe de cuidadores pode fornecer a Diria o atendimento especializado 24 horas por dia, 7 dias por semana, para que ela tenha melhores chances de sobrevivência”, continuou Amie à mesma fonte.

Fonte: Sheldrick Wildlife Trust/Reprodução(Fonte: Sheldrick Wildlife Trust/Reprodução)

“Durante esses períodos de preocupação, precisaremos de mais apoio do que nunca para garantir que nossas atividades continuem. Se alguém não puder doar, entendemos completamente, mas se puderem nos seguir nas mídias sociais, seria incrível. Nosso objetivo é continuar compartilhando todas as histórias de sucesso do campo com nossos seguidores, pois isso faz com que muitos se sintam bem", concluiu Amie.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.