Seja o primeiro a compartilhar

Cápsula espacial chinesa consegue pousar após teste de voo

Após quase três dias em órbita, a nova cápsula espacial da China conseguiu pousar em segurança na Terra nesta sexta-feira (08). O modelo, que ainda não possui um nome oficial, foi lançado por meio de um foguete Long 5B em 5 de maio. O voo teste pode representar um grandioso passo nos objetivos do país asiático em construir uma estação espacial.

(Fonte: STR/ AFP/ CP)(Fonte: STR/ AFP/ CP)

De acordo com o comunicado da estatal chinesa Corporação de Ciência e Tecnologia Aeroespacial, a cápsula retornou ao planeta Terra às 13h49, horário de Pequim (cerca de 1h49 da manhã por aqui). 

Durante o voo de teste não tripulado, a cápsula precisou executar algumas manobras. Após realizar sete delas, conseguiu atingir uma uma altitude máxima de quase 8 mil quilômetros. No entanto, para que o pouso fosse realizado, o procedimento mobilizou a equipe e precisou ser preparado cerca de duas horas antes de, de fato, acontecer.

Para que tudo ocorresse em plena segurança, alguns componentes do voo precisaram ser testados. Entre eles, pode-se destacar o escudo térmico, o paraquedas e as almofadas de ar. Esse é um grande passo para que a cápsula possa passar a receber astronautas para realizar seus voos.

Avanços tecnológicos

A cápsula chinesa foi projetada para que tripulantes possam habitá-la. Ela consegue comportar de seis a sete astronautas por vez, facilitando a exploração em baixa órbita terrestre. Dessa maneira, o veículo espacial poderia, quem sabe um dia, alcançar voos mais altos e ambiciosos, como ir à Lua. Essa perspectiva foi levada em consideração pelo Xinhua, serviço de notícias oficial do governo chinês.

(CCTV/Reprodução)(CCTV/Reprodução)

Vale ressaltar também as informações levantadas pela rede de notícias local CCTV, que indicam que a cápsula e seu módulo de serviço cilíndrico, juntos, possuem quase 9 metros de altura e 4,5 metros de largura.

O teste realizado nesta semana é apenas um dos primeiros de uma lista com outros lançamentos diferentes que podem contribuir no processo de desenvolvimento da nova estação espacial do país.

Embora o procedimento com a cápsula tenha sido bem sucedido, um protótipo inflável experimental para reentrada de carga não conseguiu completar sua missão. Durante seu retorno à atmosfera terrestre, algo anormal teria acontecido, de acordo com as autoridades espaciais.

Vale lembrar que a China já lançou anteriormente outra cápsula com seres humanos a bordo. Este novo modelo, porém, possui um design com algumas melhorias. As pesquisas envolvendo esse projeto iniciaram no começo de 2017 e os planos são que essa cápsula possa ser reutilizada posteriormente.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.